Curry: “Não tenho palavras para descrever o que estou sentindo”

  • Por Agência EFE
  • 17/06/2015 05h05
Stephen Curry comandou os Warriors na caminha rumo ao título da NBA

O principal jogador do Golden State Warriors, o armador Stephen Curry, apesar de não ter conquistado o prêmio de Jogador Mais Valioso (MVP) das finais da NBA, se mostrou “feliz” pelo título de campeão da liga, uma conquista para a qual disse não ter palavras.

“Vivo um momento tão especial e único que não tenho palavras para descrevê-lo”, comentou Curry, que concluiu a partida com 25 pontos, oito assistências e seis rebotes. “É algo muito especial”.

“A conquista do troféu de campeão reflete o grande trabalho que todos nós fizemos durante a temporada e, portanto, é algo especial”, ressaltou Curry. “Somos, sem dúvida, uma grande equipe. Além disso, agora seremos vistos na história como uma das melhores equipes do início ao fim da temporada”.

Apenas o Chicago Bulls, com o fantástico Michael Jordan, tinha conseguido 83 triunfos na temporada, em 1995-96 e 1996-97, como fizeram os Warriors ao ganharem hoje o jogo 6 das finais.

“Isso demonstra o quão importante foi o esforço que fizemos”, reiterou Curry, que se transformou no terceiro armador na história da NBA a ganhar o prêmio de MVP e o título de campeão na mesma temporada.

Antes dele, apenas os lendários Bob Cousy (1956-57) e Magic Johnson (1986-87) tinham conseguido esse feito. Além disso, Curry também se transformou no sexto jogador na história da NBA a ganhar seu primeiro prêmio de MVP e seu primeiro título na mesma temporada.

“O que realmente conta é que também pude conseguir coisas que meu pai (Dell Curry) não pôde, mas que, na realidade, graças a seu apoio e seus ensinamentos, pude ter sucesso. Portanto, essa é uma conquista de toda a família”, comentou Curry. “Nunca vou esquecer que ele jogou por 16 anos nesta liga e não teve a possibilidade de viver este momento”.

O armador campeão também aproveitou para enaltecer o grande trabalho de todos os seus companheiros, mas especialmente de Andre Iguodala. Para Curry, o ala-armador foi crucial nas vitórias e mereceu o prêmio de MVP das finais.

“Ele merece isso mais do que ninguém, pelo que fez em quadra, por sua classe como pessoa e, sobretudo, pelo grande companheiro que é com todos”, ressaltou Curry.