Dante admite que não deverá ser convocado de novo para defender a seleção

  • Por EFE
  • 15/10/2014 11h53
Dante conduz a bola no treino da Seleção Brasileira na Granja Comary, 1 de Junho de 2014. MÁRIO FARACHE/ MOWA PRESSDante participa de coletivo em Teresópolis

O zagueiro Dante, que disputou a Copa do Mundo deste ano, admitiu acreditar que não tem mais chances de retornar à seleção brasileira, e revelou que sofre com provocações por causa da derrota para a Alemanha por 7 a 1, nas semifinais da competição.

“Já não conto mais com voltar a ser convocado para a seleção brasileira”, disse o baiano, em entrevista publicada nesta quarta-feira pela revista “Sport Bild”.

Em duas convocações feitas depois da Copa, para os jogos contra Colômbia, Equador, Argentina e Japão, o técnico Dunga não convocou Dante. David Luis e Marquinhos, do Paris Saint-Germain, Miranda, do Atlético de Madrid, Gil, do Corinthians, e Juan Jesus, da Inter de Milão, foram as opções do técnico até aqui.

Dante admitiu que realizou um de seus sonhos ao participar de um Mundial, embora o fim da disputa tenha sido ruim, com a goleada sofrida para os alemães e a derrota para Holanda, que resultou na quarta colocação na competição.

O zagueiro revelou que o pior foi o pós-Copa, com as brincadeiras feitas no país onde atua, pelo humilhante resultado de 7 a 1.

“Em Munique houve gente que achou que podia brincar comigo sobre o resultado. Normalmente, tenho bom senso de humor, mas com isso acaba a vontade de fazer piada”, disse Dante.

Na Alemanha desde 2009, quando chegou ao Borussia Mönchengladbach, antes de se transferir para o Bayern de Munique três anos depois, o zagueiro baiano falou também sobre o futuro e a possibilidade de não retornar ao Brasil.

“Eu gostaria de ficar na Alemanha após terminar minha carreira. Com o passaporte alemão seria mais fácil. Em meu caso, após sete anos posso solicitar nacionalidade”, explicou Dante.