Defensor do Atlético de Madrid passou horas em delegacia após duelo com Barça

  • Por EFE
  • 29/01/2015 13h28
Site Oficial/Divulgação Christian Ansaldi

O lateral-esquerdo Cristian Ansaldi foi libertado ainda na noite desta quarta-feira, depois de ser detido por se envolver em conflito com policiais que o impediram de entrar no estádio Vicente Calderón, antes de duelo entre sua equipe, o Atlético de Madrid, e o Barcelona.

De acordo com informações obtidas pela Agência Efe, a Polícia Nacional tomou depoimento do jogador argentino por algumas horas e logo depois o liberou, já na madrugada espanhola.

Ansaldi foi acusado dos delitos de resistência e desobediência, pelos quais será julgado em breve. O defensor foi liberado já que não há risco de fuga, segundo informaram fontes policiais.

O incidente aconteceu pouco antes do início da partida válida pela Copa do Rei da Espanha. Ansaldi, que não estava relacionado, foi parado em uma barreira policial montada ao retorno do estádio, e tentou passar sem apresentar documentação.

Os policiais impediram o acesso do argentino, que desceu do carro e tentou retirar as barreiras, o que motivou a discussão. O jogador chegou a bater com a porta do automóvel na mão de um policial.

Além da agressão ao agente, Ansaldi foi acusado de não portar habilitação para dirigir.