Defesa anula Curry, e Spurs mantêm 100% em casa com vitória sobre Warriors

  • Por Agência Estado
  • 20/03/2016 14h16

San Antonio Spurs deu um show defensivo e superou o melhor time da temporada na NBA

San Antonio Spurs deu um show defensivo e superou o melhor time da temporada na NBA

San Antonio Spurs e Golden State Warriors ainda não perderam em casa na NBA e têm tudo para fazer a final da Conferência Oeste da NBA. Nesta hipotética – e provável – decisão, um terá o benefício de jogar uma partida a mais em casa. Em busca deste privilégio, os Spurs deram um passo na noite deste sábado, ao vencer, como de costume, os Warriors em San Antonio, desta vez por 87 a 79.

O jogo pode ser avaliado como tendo sido mais do mesmo. Afinal, há 33 partidas os Spurs não perdiam dos Warriors jogando em casa pela temporada regular. Mas a partida também pode ser vista pela sua peculiaridade. Stephen Curry esteve irreconhecível, com apenas uma cesta de três pontos em 12 tentativas. Enquanto isso, Tin Duncan começou no banco de reservas de Boris Diaw e jogou por apenas oito minutos. Em 19 anos de carreira, foi apenas a terceira vez que ele não foi escalado de início.

Estratégia do técnico Greg Popovich era fechar o certo para Curry, apostando na forte defesa de San Antonio. Depois de perder por 30 pontos de diferença em Oakland, os Spurs precisavam mostrar força e conseguiram. Acostumados a marcarem 120, 130 pontos por jogo, os Warriors se viram reduzidos a 79.

No minuto final, os Spurs venciam por respectivamente cinco e seis pontos quando Curry realizou suas últimas tentativas de três pontos. Mesmo com espaço, especialmente na segunda chance, não conseguiu encestar. Nem o famoso escape dos Warriors funcionou.

Mérito do San Antonio, que viu LeMarcus Aldridge marcar 26 pontos e pegar 13 rebotes. Kawhi Leonard ajudou com 18 pontos e 14 rebotes. Pelo lado do Warriors, Klay Thompson e Stephen Curry somaram 29 pontos (15 e 14, respectivamente). No jogo anterior, contra o Dallas Mavericks, haviam feito 70.

Leandrinho jogou por 13 minutos e conseguiu anotar nove pontos, além de colher quatro rebotes. Com ele em quadra, os Warriors marcaram oito pontos a mais do que sofreram. Já Anderson Varejão, em seis minutos, só colaborou com um rebote e uma assistência. 

Agora os Warriors têm campanha de 62 vitórias e sete derrotas, enquanto os Spurs têm, no mesmo número de jogos, três vitórias a menos. Faltando 13 partidas para cada um, eles ainda se enfrentam mais duas vezes na temporada regular: dia 7 de abril, em Oakland, e na penúltima rodada, três dias depois, em San Antonio. Fora de casa, só são quatro jogos para o Warriors: Timberwolves (segunda), Jazz (dia 30) e Grizzlies (9 de abril), além do Spurs. A equipe precisa de mais 11 vitórias para bater o recorde histórico da NBA, que pertence ao Chicago Bulls da temporada de 1995-96.