Diário argentino critica seleção após revés na Copa América: “não teve caráter”

  • Por Jovem Pan
  • 06/07/2015 14h36
Lionel Messi em treino da seleção argentina na Copa América, em Viña del Mar. 27/06/2015 REUTERS/Rodrigo GarridoLionel Messi em treino da seleção argentina na Copa América

A Argentina perdeu o título da Copa América para o Chile, nas disputas por pênaltis, e o diário Olé, maior publicação esportiva argentina, criticou duramente Lionel Messi depois do vice-campeonato.

“(A equipe) tem que pedir perdão, baixar a cabeça como Messi sabe fazer perfeitamente e andar adiante. Apertar os dentes para na próxima vez ser uma equipe mais perecida com Mascherano. Está mal posta a faixa de capitão”, escreveu Leo Farinella, diretor do jornal, no editorial. “O melhor jogador do mundo não nos representa nos momentos importantes. Sua atuação ontem foi revoltante. Há ocasiões que se pode jogar bem, outras não. Mas um não pode caminhar distraído enquanto os companheiros lutam. Ser o melhor não dá só direitos. Também obrigações”, prosseguiu.

O texto do Olé ainda ‘puniu’ de maneira ainda mais forte a seleção argentina depois do revés para o Chile, que conquistou a primeira Copa América de sua história.

“Essa vez aconteceu o pior que pode ocorrer com uma equipe argentina. Não teve caráter. Não jogou a final com a autoridade que jogam os que estão convencidos que podem ganhar”, afirmou.