Djokovic e Federer vencem em menos de 1h e vão às quartas em Monte Carlo

  • Por Agência EFE
  • 17/04/2014 14h44

O sérvio Novak Djokovic derrotou facilmente o espanhol Pablo Carreño e avançou para as quartas

EFE Novak Djokovic disputa Masters de Monte Carlo

Com atuações impecáveis, os favoritos Novak Djokovic e Roger Federer venceram seus duelos desta quinta-feira (17) em menos de uma hora e se classificaram para as quartas de final do Masters 1000 de Monte Carlo.

Atual campeão, Djokovic precisou de apenas 47 minutos para bater o espanhol Pablo Carreño por 6/0 e 6/1 e mostrar, após vitória por placar e duração semelhantes em sua estreia na rodada anterior (6/1 e 6/0 sobre Albert Montañés em 45 minutos), que embora seja o número 2 do ranking da ATP, é o melhor tenista do mundo atualmente. Na próxima fase, o sérvio vai encarar mais um espanhol, Guillermo García-López, que derrotou o tcheco Tomas Berdych por 4/6, 6/3 e 6/1.

Já Federer bateu o também tcheco Lukas Rosol por 6/4 e 6/1 em 57 minutos e vai encarar na próxima fase o francês Jo-Wilfried Tsonga, que passou pelo italiano Fabio Fognini com direito a um pneu na última parcial: 5/7, 6/3 e 6/0.

Além de Djokovic e Federer, quem também venceu com facilidade em Monte Carlo foi o espanhol Rafael Nadal, líder do ranking mundial. A vítima foi o italiano Andreas Seppi, que até resistiu em quadra por uma hora e 13 minutos, mas perdeu por 6/1 e 6/3.

O próximo adversário de Nadal será o compatriota David Ferrer, finalista em 2011 e que no ano passado não disputou o torneio devido a uma lesão. Nesta quinta, ele derrotou o búlgaro Grigor Dimitrov por 6/4 e 6/2, em uma hora e 36 minutos, e nas quartas de final terá uma missão que dificilmente conseguirá cumprir: em 26 jogos contra o número 1 do mundo, Ferrer venceu apenas cinco. Por outro lado, três dessas vitórias ocorreram justamente nas quadras do Monte Carlo Country Club, a última há três anos.