Dunga e Gilmar ainda não têm sinal verde sobre Neymar e Miranda

  • Por Agência Estado
  • 14/03/2016 12h29
Reprodução Missão de “domar” Dunga é de Gilmar

O coordenador de seleções do Brasil, Gilmar Rinaldi, chegou nesta segunda-feira a São Paulo, depois de um tour pela Europa em companhia do técnico Dunga, e disse que ainda não há nada decidido em relação à liberação de jogadores para disputar a Olimpíada. Também tirou o peso envolvendo a não convocação de Marcelo para os jogos contra Uruguai e Paraguai pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. 

O técnico Zidane, do Real Madrid, disse que a CBF não entrou em contato com o clube espanhol para saber se Marcelo, que estava se recuperando de contusão, teria condição de jogar. Como o lateral já voltou a campo, poderia ter sido convocado sem problemas, disse Zidane. Gilmar deu a entender que o Real foi procurado, mas afirmou que, para a CBF, o assunto está superado. “Deixo-os falarem, isso não tem problema. Deixa o Zidane pra lá. Estamos preocupados é com o melhor para a Seleção.” 

Gilmar garantiu também que ainda não há definição sobre o aproveitamento de Neymar e Miranda nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto. No fim de semana, eles e Dunga estiveram em Milão conversando com a comissão técnica da Inter de Milão que, pelas informações iniciais, não está disposta a liberar o zagueiro para o torneio olímpico. “Não tem nada decidido ainda. Vamos tomar uma decisão conjunta com todos os interessados e divulgaremos em breve.”

Sobre Neymar, ele demonstrou otimismo, embora o Barcelona também esteja reticente em liberá-lo para a Copa América e para a Olimpíada. “Se depender do Neymar, se tiver jogo de bolinha de gude ele vai querer participar. Nós tivemos uma conversa com a comissão técnica do Barcelona (na semana passada) e decidimos que a gente vai pensar muito, porque a gente quer acima de tudo preservar o jogador, usar essa importância dele, mas da melhor forma possível”, disse Gilmar, após participar de um encontro da Abex Futebol na sede da Federação Paulista. “Isso a gente vai fazer num segundo contato, numa segunda reunião. Vamos fazer uma lição de casa para ver o que é melhor.”

Essa segunda reunião ainda não está marcada, mas Gilmar disse que não há muito para pressa, pois a inscrição dos jogadores para a Olimpíada poderá ser feita até na antevéspera da estreia. O coordenador também garantiu que permanece a intenção de contar com Neymar tanto na Copa América, em junho nos Estados Unidos, como na Olimpíada, em agosto. Mas afirmou que nada está decidido O técnico Dunga já sinalizou que, se tiver de escolher, preferirá contar com o craque no desafio olímpico. 

O Chelsea também foi visitado e, a princípio, não se mostrou resistente em liberar Willian para as duas competições.