Dunga encerra polêmica sobre capitão e quer ter vários líderes no grupo

  • Por Agência EFE
  • 18/11/2014 20h39

Técnico Dunga deseja novos líderes no elenco da Seleção Brasileira

Dunga

O técnico Dunga quis encerrar nesta terça-feira a polêmica em torno do posto de capitão da seleção brasileira e afirmou que o importante é a liderança dentro de campo.

O treinador afirmou, após a vitória sobre a Áustria por 2 a 1, que quer a presença de vários líderes dentro do grupo e que decidirá, de acordo com o momento, quem será o mais adequado para a equipe.

Dunga entregou a braçadeira de capitão a Neymar, mudança que incomodou o antigo dono da faixa, o zagueiro Thiago Silva. O jogador do Paris Saint-Germain também reclamou da atitude de Dunga e Neymar, que não conversaram com ele sobre a alteração.

Depois de relativizar as próprias declarações, o ex-capitão falou que sua relação com o atacante do Barcelona é boa, mas reconheceu estar triste por ter perdido o posto de líder da equipe.

Ao ser substituído no amistoso de hoje, nos últimos instantes da partida, Neymar entregou a faixa de capitão de volta a Thiago.

Depois da vitória, a sexta em seis jogos após seu retorno, Dunga disse que os resultados mostram que o trabalho está sendo bem feito. A partida contra a Áustria foi a última do ano. Agora, a seleção brasileira só volta a campo em março.

Desde que Dunga reassumiu o comando do Brasil, a seleção marcou 14 gols, sete deles de Neymar, e só levou um, feito pela Áustria no duelo de hoje em Viena.