Dunga minimiza críticas de Thiago Silva e diz que busca “novos líderes”

  • Por Agência EFE
  • 17/11/2014 18h59

O técnico Dunga revelou qual será o time titular da Seleção Brasileira contra a Áustria

Dunga

O técnico Dunga minimizou nesta segunda-feira as críticas do zagueiro Thiago Silva por ter perdido a braçadeira de capitão ao ressaltar que o ambiente da seleção brasileira está “tranquilo” e que um de seus objetivos é buscar “novos líderes” para o grupo.

“Cada um tem o direito de se expressar, vivemos em uma democracia. Trabalho com profissionais, homens, e os respeito dessa forma. Cada um tem o direito de dar sua opinião e assumir aquilo que fala”, declarou o treinador em entrevista coletiva em Viena.

Thiago Silva despertou polêmica ontem ao criticar a formar pela qual perdeu a braçadeira de capitão para Neymar, por decisão de Dunga, mas hoje alegou que suas palavras foram mal-interpretadas.

“Estou incomodado. Se dissesse que estou feliz, é mentira. É como se tivessem tirado uma coisa que te pertencia”, disse o zagueiro.

Em uma alusão a essas palavras, Dunga argumentou que, na seleção, “ninguém perde nada, ninguém é dono de nada”.

“Seleção é da seleção. Estamos trabalhando para aflorar novos líderes, não tem um só líder. A decisão é do treinador”, acrescentou.

O técnico afirmou que tinha falado com o jogador do Paris Saint-Germain sobre “coisas internas”, e antecipou que os titulares para o amistoso de amanhã contra a Áustria (16h de Brasília) serão os mesmos que começaram o duelo contra a Turquia na semana passada, o que relega Thiago Silva mais uma vez ao banco.

Sobre o adversário desta terça, Dunga disse que se trata de uma equipe compacta, com bons resultados nos últimos jogos, já que está invicta há nove partidas.

A Áustria nunca ganhou do Brasil, e dos oito confrontos disputados, perdeu cinco.