Dunga nega ser inimigo da imprensa e adianta: Miranda deve ser o capitão

  • Por Jovem Pan
  • 17/05/2016 13h20
Dunga destacou que jogadores que atuam na China serão mais cobrados que outros

Não é raro encontrar, ao longo da história, momentos em que Dunga se irritou e discutiu com jornalistas. Seja como jogador, entre as décadas de 1980 e 2000, seja como técnico, de 2010 para cá, o capitão do tetra nunca teve relação dócil com a imprensa. Na última segunda-feira, por exemplo, durante participação no programa Bem Amigos, do Sportv, o comandante da Seleção Brasileira trocou farpas com Walter Casagrande Junior, comentarista da emissora carioca, ao defender seu aliado Gilmar Rinaldi em uma discussão 

Será que ele considera os meios de comunicação seus inimigosEm participação especial no Jornal de Esportes desta terça-feira, da Rádio Jovem Pan, Dunga respondeu a esta pergunta. “Eu não sou inimigo de ninguém. Eu tenho posição, a minha opinião. Respeito a opinião dos demais, e os outros tem de respeitar a minha posição, também. Ninguétem de concordar com tudo o que se fala”, explicou o treinador da Seleção Brasileira, após questionamento do repórter Luís Carlos Quartarollo. 

Dunga, contudo, disse reprovar a forma como as fontes transmitem as informação aos jornalistas. Como exemplo, reclamou dos vazamentos dos prováveis nomes dos jogadores acima dos 23 anos que serão convocados para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro – além de Neymar, Willian e Miranda devem ser chamados para o maior evento esportivo do planeta. 

“No Brasil, temos muita dificuldade no seguinte aspecto: começam a vazar muitas informações que não são verdadeiras, não sei por qual interesse, que dificultam ainda mais o nosso trabalho. Não estou falando mal dos jornalistas. Eles têm a informação e precisam transmiti-la, mas as pessoas que passam essas informações para os jornalistas nos atrapalham. Porque passamos meses falando com oclubes, negociando as convocações...“, criticou o treinador, sem confirmar os dois jogadores acima dos 23 anos que, além de Neymar, serão chamados para a Olímpiada.

O que Dunga confirmou é que, se a Copa América Centenário começasse hoje, Miranda seria o capitão da Seleção Brasileira na competição. Tal cargo vinha sendo ocupado por Neymar, que, além de não ter sido convocado para o torneio, vinha recebendo muitas críticas por não ter sabido lidar bem com tamanha responsabilidade. O próprio Dunga admitiu que pode rever a decisão de deixar a faixa com o camisa 11 do Barcelona. 

Para a Copa América, tem Mirandao Daniel Alves, o Filipe Luís, mas, a principio, o capitão será o Miranda“, adiantou, sem surpreender, uma vez que o defensor já havia vestido a tarja na partida contra o Paraguai, pelas Eliminatórias, da qual Neymar estava suspenso. “Depois da Copa do Mundo, teve essa insegurança, ansiedade, desconfiança... Escolhemos Neymar como capitão por ele ter a liderança técnica, por aquilo que representa para o futebol. Ao mesmo tempo em que é jovem, tem experiência. Ser capitão poderia dar um upgrade para ele“, completou. 

Dunga ainda falou sobre outros temas durante a entrevista exclusiva à Rádio Jovem Pan. Confira, abaixo, as principais declarações do treinador da Seleção Brasileira.