“Ele agiu de má-fé… Olhou no meu olho e disse que era o Brendon”, critica técnico

  • Por Jovem Pan
  • 02/02/2017 15h21

Zagueiro Brendon Matheus na verdade se chama Heltton Matheus e tem 22 anos

Zagueiro Brendon Matheus na verdade se chama Heltton Matheus e tem 22 anos

Em participação exclusiva no Esporte em Discussão desta quinta-feira, na Rádio Jovem Pan, o técnico do Paulista de Jundiaí, Umberto Louzer, expôs toda a sua decepção com o zagueiro Heltton Matheus – que adulterou a própria idade para poder disputar a Copa São Paulo de Futebol Júnior. 

O crime cometido pelo atleta, que culminou com a exclusão do clube tricolor do torneio nacional, chateou o treinador, mas não tanto quanto a mentira sustentada pelo zagueiro um dia antes da semifinal da Copinha. 

Louzer revelou que, ao saber da denúncia formalizada pelo Batatais na véspera da partidachamou Heltton para conversar, e, mesmo assim, o zagueiro manteve a farsa  o que o fez ser escalado normalmente no dia seguinte. A mentira, segundo o técnico, hoje o entristece mais que o próprio caso de “gato”. 

Heltton foi indagadoolhou nos meus olhos e disse que era o Brendon“, lamentou Louzer. Ele disse que poderíamos até chamar a polícia, que ele faria todos os exames e provaria que aquilo tudo era mentira. Isso nos decepcionou muito, porque foi dada a oportunidade para ele falar a verdade, e ele sustentou uma mentira que prejudicou a cidade inteira“, acrescentou.

O próprio Heltton já explicou as razões que o levaram a mentir um dia antes do jogo contra o Batatais. Umberto, no entanto, não se conforma. E ainda se espanta com frieza do atleta – que se concentrou, entrou em campo e disputou os 90 minutos da partida mesmo sabendo da denúncia adversária. 

O que me causa estranheza é que em momento algum ele titubeou. O comportamento dele foi o mesmo durante o dia do jogo inteiro. O que me espanta é ele ter mantido essa serenidade e até ter concentrado sabendo que tudo isso poderia vir à tona. Ele agiu de má-fé. Isso é inegável“, disparou. 

Apesar disto, o técnico do Paulista não guarda mágoas do zagueiro. “Se me perguntarem se eu tenho raiva, mágoa, eu não tenho... Não adianta ter raiva, rancor, porque isso ainda vai me acarretar uma doença e não vai me dar a oportunidade de jogar a final. Então, é vida que segue. Espero apenas que ele seja punido, até para coibir outros jogadores que pensem em fazer a mesma coisa, finalizou. 

Heltton já foi punido preventivamente pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-SP) e será julgado na próxima segunda-feira, às 17h30 (de Brasília), na 3ª Comissão Disciplinar da Federação Paulista de Futebol (FPF). A pena mínima prevista para o zagueiro é de 180 dias de suspensão.