Em busca de recuperação da carreira, Adriano faz 34 anos; relembre últimos gols

  • Por Jovem Pan
  • 17/02/2016 11h50

No Atlético-PRAdriano comemora gol do Atlético-PR contra The Strongest

Com força física acima do normal, técnica apurada, habilidade, presença de área e uma carreira cheia de interrogações, Adriano Imperador completa 34 anos nesta quarta-feira (17). Considerado por muitos como o substituto natural de Ronaldo na Seleção Brasileira, o carioca viu sua carreira afundar aos poucos, e agora tenta retornar ao futebol.

Prestes a voltar a jogar (Adriano se tornou acionista do Miami United-EUA e defenderá a equipe norte-americana), o atacante terá a dura missão de resgatar sua imagem dentro e fora de campo.

Envolvido em inúmeras confusões e dispensado das três últimas equipes em que assinou contratos, o Imperador não entra em campo desde abril de 2014, data em que marcou um gol pela última vez.

Gol, aliás, é um item que sumiu da rotina do aniversariante do dia. Artilheiro defendendo o Flamengo, São Paulo, Inter de Milão, Parma e Seleção Brasileira, Adriano marcou apenas três gols nos últimos cinco anos.

Os poucos tentos defendendo Corinthians e Atlético-PR não serviram para recuperar a carreira do aniversariante, mas mostraram que o Imperador ainda pode marcar em momentos importantes. Na data em que Adriano completa 34 anos, o Jovem Pan Online relembre os últimos três de gols do atacante defendendo o Timão e o Furacão. Confira:

Imperador decisivo diante do Galo:

Adriano desembarcou no Corinthians em 2011, com a expectativa de ocupar o lugar deixado por Ronaldo no Timão. Naquele ano, o centroavante marcou apenas um gol, mas que teve um poder de decisão enorme. O Imperador marcou o gol da vitória corintiana por 2 a 1 sobre o Atlético-MG, no Pacaembu, na 36 rodada do Brasileiro, jogo decisivo para o alvinegro na luta pelo título que viria rodadas mais tarde.

Gol da vitória no Paulistão:

O Imperador deixou o Corinthians em março de 2012. Um mês antes, porém, o camisa garantiu seu segundo gol com o manto alvinegro e garantiu a vitória do Timão diante do Botafogo-SP, pelo Paulistão, no Pacaembu.

Primeiro e único gol no Furacão:

No Atlético-PR, Adriano jogou apenas quatro partidas. Justamente naquele que seria seu último jogo pelo Furacão, o Imperador marcou seu único gol com a camisa rubro-negra. Após receber cruzamento de Marcelo Cirino na área, Adriano surgiu no segundo pau para completar com um toque de pé esquerdo que empatou o jogo para sua equipe. O gol do camisa 30, porém, não foi suficiente e o Atlético acabou derrotado e eliminado pelo The Strongest na Libertadores.