Em dia de apresentações, Diogo nega que Palmeiras seja sua última chance

  • Por Jovem Pan
  • 06/01/2014 19h46

Trio busca se firmar na carreira em passagem pelo Palmeiras

Diogo

A segunda-feira foi de apresentações no Palmeiras, que viu os atacantes Diogo e Rodolfo, além do volante França, falarem pela primeira vez como jogadores do clube. De longe o mais famoso é Diogo, que chega ao Palestra Itália depois de boa passagem pela Portuguesa, mas com atuações  fracassadas por Flamengo e Santos.

Apesar da experiência ruim em clubes grandes, o jogador de 26 anos descarta a possibilidade de que a próxima temporada seja a sua última chance de brilhar em um clube de elite, cumprindo aquilo que todos esperavam quando surgiu na Portuguesa. 

“Parece que eu tenho 35 anos (risos). Sou jovem ainda e tem muita coisa para acontecer em minha carreira. Vendo assim, até parece que encerrarei a minha carreira”, afirmou o novo reforço palmeirense. 

Se esta pode ser a última aportunidade de Diogo, será a primeira de Rodolfo, jovem que brilhou no Campeonato Paulista Sub-20 no último ano e foi contratado do Rio Claro, e ele promete que seu nome estará nos gritos dos torcedores o mais cedo possível. 

“Eu vim de um clube pequeno para um Palmeiras, que é um clube grande. É muita alegria, não caiu a ficha ainda. Creio que, com muito trabalho, todos me conhecerão”, disse o jovem de 20 anos. 

Já o volante França chega na equipe alviverde em busca de recuperação. O jogador teve pouco espaço no Hannover, da Alemanha, mas por um motivo no mínimo curioso, ter contraído tuberculose durante a sua passagem na Europa. 

“Cheguei em janeiro e estava cerca de -15 graus (na Alemanha), eu não estava acostumado com o frio. Durante as duas primeiras semanas, eu estava bem. Quando fui estrear, eu acordei com febre. Fiz exames e eles apontaram uma mancha no pulmão. Foi um ano difícil para mim, fiquei seis meses tratando”, lamentou o jogador, que mesmo assim não perde a motivação. 

“Sou um jogador novo, mas sou bem experiente. Vivi muita pressão em minha carreira. Aqui é Palmeiras, time grande e bom. Sei que existirá pressão, mas jogo tem de jogar e ganhar. Jogaremos três campeonatos e um dos três nós temos de ser campeões”, disse França.