Em discurso na CPI, Del Nero promete “tratar de todas as questões” em depoimento

  • Por Agência Estado
  • 16/12/2015 15h52
BRASÍLIA, DF, 09.06.2015: CBF-DENÚNCIAS - O presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Marco Polo Del Nero, durante Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), nesta terça-feira (9). (Foto: Ed Ferreira/Folhapress)Marco Polo Del Nero

Após dois cancelamentos, o presidente licenciado da Confederação Brasileira de Futebol, Marco Polo del Nero, está no Senado Federal para prestar depoimento na CPI do Futebol. “Irei tratar de todas as questões, inclusive as mais delicadas, que hoje tomam os noticiários”, afirmou na abertura de seu discurso.

Del Nero está acompanhado pelo advogado José Roberto Batochio, mas não conta com a companhia do presidente em exercício da confederação, o deputado Marcus Vicente (PP-ES), que ficou no Rio de Janeiro para acompanhar a eleição para uma das vice-presidências da CBF.

A audiência da comissão será presidida pelo senador Romário (PSB-RJ). Também participarão os senadores Romero Jucá (PMDB-RR), relator, e o vice-presidente da CPI, Paulo Bauer (PSDB-SC).

Del Nero foi indiciado pelo FBI no início de dezembro e é acusado de receber propina em contratos para a venda de direitos de transmissão de competições de futebol. Desde então, ele pediu licença do cargo de presidente da confederação.

A eleição para vice-presidente, nesta quarta-feira, no Rio, acontece após a CBF derrubar liminar que obstruía o pleito. A Assembleia Geral da CBF elegeu o coronel Antônio Carlos Nunes, presidente da Federação Paraense de Futebol, um dos cinco vice-presidentes da entidade.

Com a decisão, o coronel Nunes passará a ser o vice-presidente mais velho da CBF, assumindo o cargo de Marco Polo del Nero caso ele seja afastado definitivamente do comando da CBF.