Em jogo de seis gols, São Paulo supera o Botafogo no Estádio Mané Garrincha

  • Por Jovem Pan
  • 10/09/2014 23h53

O São Paulo derrotou o Botafogo pelo placar de 4 a 2 no Estádio Mané Garrincha

São Paulo comemora gol contra o Botafogo

O Estádio Mané Garrincha foi o palco de uma partida muito movimentada e disputada na noite desta quarta-feira (10). Em confronto com uma chuva de gols, o São Paulo levou a melhor e derrotou o Botafogo pelo placar de 4 a 2, com direito a dois gols marcados por Souza. O jogo teve duas viradas, mas o Tricolor soube aproveitar suas chances e conquistou mais um triunfo no Campeonato Brasileiro, mantendo assim a excelente fase que vive na competição.

O primeiro tempo teve cinco gols. Alan Kardec abriu o placar para o São Paulo, mas Zeballos e André Bahia viraram para o Botafogo. Ainda na etapa inicial, Souza apareceu muito bem para marcar dois gols e deixar o placar em 3 a 2 para o São Paulo. No segundo tempo, já na reta final do período, Pato ampliou a vantagem para 4 a 2 e selou o triunfo são-paulino.

Com o resultado positivo, o São Paulo chega aos 39 pontos conquistados em 20 jogos (11 vitórias, seis empates e três derrotas) e encosta no líder Cruzeiro, que joga nesta quinta-feira (11), em casa, contra o Bahia. Já o Botafogo estaciona nos 22 pontos em 20 partidas (seis vitórias, quatro empates e dez derrotas).

O São Paulo volta a entrar em campo no domingo (14), às 16h (de Brasília), quando recebe o Cruzeiro, no Morumbi, em duelo direto pela ponta da tabela. No mesmo horário, o Botafogo mede forças com o Internacional, fora de casa, no Estádio Beira-Rio.

O jogo – O Botafogo começou a partida partindo para cima e tentando impor pressão no adversário, mas foi o São Paulo que abriu o placar no Mané Garrincha. Aos sete minutos, Michel Bastos partiu pela esquerda e cruzou certo para Alan Kardec, que deu um tapa na bola e fez 1 a 0.

O Botafogo assustou aos 13 quando, após falta cobrada na área, Rodrigo Souto bateu de canhota, mas mandou por cima do gol de Rogério Ceni.

O time carioca assustou novamente o Tricolor aos 18, quando Gabriel finalizou bem de fora da área e Rogério Ceni foi obrigado a espalmar a bola para escanteio. Na cobrança de tiro de canto, o Botafogo chegou ao empate.

Wallyson cobrou escanteio na medida e Zeballos cabeceou, mas Ceni defendeu. No rebote, Zeballos finalizou muito bem e fez 1 a 1 no Mané Garrincha.

Apenas três minutos mais tarde, o São Paulo voltou a falhar na bola aérea e tomou a virada. Após novo escanteio batido por Wallyson, André Bahia subiu mais alto do que a zaga e tocou no canto direito do gol de Rogério Ceni para deixar o placar marcando 2 a 1.

Depois de tomar a virada, o São Paulo mudou a postura dentro de campo e chegou ao empate aos 36 minutos. Pato partiu pela esquerda, finalizou e Andrey espalmou. Na sobra, Souza só teve o trabalho de empurrar para o fundo do gol: 2 a 2.

O São Paulo chegou ao terceiro gol aos 40 minutos, quando Pato cruzou para Souza, o camisa 5 livrou-se da marcação e mandou uma bomba de canhota. O goleiro Andrey foi mal e espalmou a bola para dentro do gol. Virada do São Paulo em Brasília (DF): 3 a 2.

O time comandado por Muricy Ramalho tomou um susto aos 45, quando Wallyson recebeu com espaço, saiu da marcação e finalizou firme para o gol, mas bateu em cima de Rogério Ceni, que agarrou a bola e evitou o empate do Botafogo.

O primeiro tempo eletrizante terminou com cinco gols marcados e com o São Paulo em vantagem no marcador.

Logo no começo do segundo tempo, o Botafogo teve uma chance de empatar a partida, mas desperdiçou. Wallyson foi lançado em posição legal, ficou cara a cara com Rogério Ceni e finalizou, mas o arqueiro são-paulino fez bela defesa e evitou o terceiro gol da equipe carioca.

O Botafogo ficou em situação ainda mais complicada aos três minutos. Airton agrediu Pato com pisão e foi expulso de forma direta.

Com dez minutos, Kardec achou Kaká livre e o camisa 8 cruzou para a pequena área. Gabriel, pressionado por Pato, jogou para fora. São Paulo seguia melhor dentro de campo.

O São Paulo quase chegou aos quarto gol aos 16 minutos, quando Alan Kardec mandou uma pancada para o gol, mas Andrey espalmou bem e evitou mais um gol da equipe do Morumbi.

Depois desta chance do camisa 14, a partida caiu um pouco em termos de emoção. O São Paulo passou a tocar a bola, claramente administrando a vantagem, e a torcida até ensaiou gritos de “olé”.

O quarto gol do São Paulo ficou muito próximo de sair aos 29. Ganso recebeu cruzamento e finalizou de dentro da área, mas o goleiro Andrey espalmou e evitou que o time paulista ampliasse a folga no placar.

Aos 31, Osvaldo, que havia entrado no lugar de Kaká, cruzou, Julio Cesar tocou para trás e Souza finalizou na sobra, mas bola desviou e saiu para escanteio.

Depois de tanto pressionar o Botafogo, o São Paulo chegou ao quarto gol. Com 35 minutos no cronômetro, Osvaldo arrancou pela direita e tocou no meio para Pato. A bola quase escapou dos pés do camisa 11, mas Pato não desperdiçou a chance e fez 4 a 2.

Após abrir dois gols de folga, o São Paulo só precisou administrar a vantagem e, empurrada por sua torcida, a equipe confirmou mais um importante triunfo no Brasileirão. São Paulo vai entrando na briga pelo título.