Em jogo marcado por confusões e racismo, Roma elimina o Feyenoord na Liga Europa

  • Por Estadão Conteúdo
  • 26/02/2015 21h15
Gervinho

O mais esperado jogo desta primeira fase eliminatória da Liga Europa teve tudo que se esperava dele. Com muita tensão em campo e mesmo com um jogador a mais, a Roma conseguiu uma suada vitória por 2 a 1 sobre o Feyenoord, na Holanda, e garantiu vaga nas oitavas de final. Mas o resultado ficou em segundo plano diante do comportamento hostil e racista de parte da torcida local, que chegou a paralisar a partida por alguns minutos.

A tensão já era esperada pelos acontecimentos do jogo de ida, semana passada, em Roma. Torcedores do Feyenoord foram responsáveis por cenas de selvageria e chegaram a depredar a Piazza di Spagna, centro histórico da cidade. Pelo menos 23 holandeses foram detidos e a expectativa era de uma possível resposta dos torcedores romanos nesta quinta.

Fora de campo, de fato, houve confronto e cerca de 22 pessoas foram detidas. Dentro das quatro linhas, a tensão seguiu e ainda no primeiro tempo a torcida do Feyenoord foi responsável por um ato de racismo, ao atirar uma banana inflável na direção do marfinense Gervinho. O jogador e os dois técnicos foram ouvidos e preferiram dar sequência à partida.

Melhor para os romanos, que foram para cima no final da primeira etapa e abriram o placar aos 45 minutos. Após erro na saída do goleiro Vermeer e bate-rebate na área, o perigo parecia afastado pela zaga do Feyenoord, mas Torosidis cruzou novamente e Ljajic chegou batendo para marcar.

Logo no início da etapa final, novo baque para o Feyenoord, com a expulsão de Te Vrede por entrada dura em Manolas. Mas aí a torcida da casa voltou a mostrar seu comportamento condenável, arremessou objetos em campo e acertou o árbitro com um deles. O jogo, então, foi paralisado. Uma reunião com dirigentes da Uefa teria acontecido e, após 25 minutos, a partida seguiu.

A pausa pareceu ter feito bem ao Feyenoord, que chegou ao empate aos 11 minutos. O técnico Fred Rutten colocou em campo o atacante Manu, que mostrou ter estrela. Após falha na saída de bola da Roma, ele arrancou e bateu na saída de Skorupski para deixar tudo igual.

Só que o gol não intimidou os italianos, que voltaram a ficar à frente somente três minutos depois. Torosidis recebeu pela direita e colocou rasteiro para a área. A zaga do Feyenoord bobeou e Gervinho desviou para a rede. Daí para frente, o Feyenoord até tentou responder na base da raça e chegou a ter nova boas chances com Manu, mas a desvantagem numérica fez a diferença e a classificação ficou mesmo com a Roma.

OUTROS RESULTADOS – Ainda nesta quinta-feira, o Napoli confirmou sua classificação às oitavas de final da Liga Europa. Depois de uma goleada por 4 a 0 na Turquia diante do Trabzonspor, o time italiano venceu por 1 a 0 em casa, com gol de Jonathan De Guzman logo no primeiro tempo.

Nas outras partidas, o Torino surpreendeu o Athletic Bilbao e avançou ao vencer por 3 a 2 fora de casa. O Brugge também se classificou ao fazer 3 a 0 no AaB, assim como o Dnipro, que conseguiu um bom empate por 2 a 2 diante do Olympiakos na Grécia. Já o Everton confirmou a vaga ao derrotar o Young Boys por 3 a 1 na Inglaterra.