Em jogo sofrível, México e Bolívia empatam sem gols e favorecem o Chile

  • Por Jovem Pan
  • 12/06/2015 22h25
Jogo foi marcado por muitas disputas de bola e poucas chances de gol

A partida entre México, com seus principais jogadores poupados para a Copa Ouro, e Bolívia não prometia ser um espetáculo, e foi fiel às expectativas. Na noite desta sexta-feira (12) as duas equipes empataram em 0 a 0 no estádio Estádio Sausalito, em Viña del Mar, pelo segundo jogo do Grupo A da Copa América, num jogo fraco e praticamente sem emoções.

O México começou tomando a iniciativa e ocupando o campo de ataque. A Bolívia, recuada, demorou um tempo para se soltar e sair ao ataque. Quando saiu, entretanto, foi perigosa: Pedriel completou cruzamento na área e acertou a trave. Mais tarde, Campos pegou uma sobra na entrada na área e encheu o pé, mas parou em grande defesa de Corona. Com exceção dessas duas jogadas, no entanto, o primeiro tempo foi muito truncado e de poucas oportunidades.

A segunda etapa manteve o baixo padrão da anterior e a partida continuou sofrível. A exceção foram as poucas chances de gol, como um chute cruzado do boliviano Marcelo Moreno e uma cabeçada de Jiménez, do México, para fora. Sobrou até para o árbitro, acertado por chute de Corona que nem iria para o gol. Ao fim, em confusão na área, Vuoso finalizou com desvio e a bola passou raspando no travessão.

Com o empate, as duas equipes dividem a segunda colocação no Grupo A com um ponto cada, atrás do Chile, que lidera com três, e na frente dos equatorianos, que estão na lanterna. Na segunda rodada, os mexicanos pegam o Chile, enquanto os bolivianos enfrentam o Equador, ambas as partidas na próxima segunda-feira (12).