Em nota, Sanchez rebate críticas e anuncia seu afastamento da Arena Corinthians

  • Por Jovem Pan
  • 05/08/2014 18h44
BRASÍLIA, DF, 26.09.2013: ALDO REBELO/CLUBES/DF – Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians - O ministro dos Esporte, Aldo Rebelo realiza reunião com representantes de clubes, de arenas e da CBF para encontrar uma solução para os altos preços dos ingressos nos novos estádios construídos para a Copa do Mundo, nesta quinta-feira (26), no Ministério do Esporte, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira /Folhapress) Pedro Ladeira /Folhapress Andrés Sanchez

Candidato à deputado federal, o ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, divulgou nesta terça-feira (5) um comunicado oficial no qual fala sobre as críticas internas que recebeu dentro do clube e também anuncia seu afastamento de qualquer envolvimento com a Arena Corinthians a partir do dia 18 de agosto.

Entre as críticas que ele vem recebendo estão os preços dos ingressos para os jogos no estádio, que estão sendo considerados elevados.

Sanchez diz na nota que nunca se sentiu “dono, proprietário ou qualquer coisa desse sentido, do estádio do Corinthians” e ele frisa achar que conseguiu “contribuir junto com outras pessoas para que esse sonho tão importante na vida do clube fosse concretizado”.

Ainda se referindo às críticas, Andrés destaca: “desde que saí da presidência do clube, não opinei em nada relacionado às finanças do Corinthians”.

Confira a nota completa divulgada por Andrés Sanchez:

À nação corintiana,

Tomei uma decisão, para deixar muito claro às pessoas que em nenhum momento me senti dono, proprietário ou qualquer coisa desse sentido, do estádio do Corinthians. O que acho que consegui foi contribuir junto com outras pessoas para que esse sonho tão importante na vida do clube fosse concretizado.

Não posso aceitar que um grupo pequeno de pessoas de dentro do clube e torcedores pensem desse jeito, afinal de contas o Corinthians tem hoje um dos estádios mais modernos do mundo. Seria hipocrisia não ter a responsabilidade de entender que essa é uma conta que todos temos a obrigação de pagar.

No começo, ouvia indignado que o Corinthians estava ganhando um estádio, e hoje todo mundo sabe que temos a responsabilidade de honrar com o pagamento. Desde o começo da construção, deixo claro o planejamento financeiro para pagar o estádio, conforme planejado com grupos de pessoas que querem o bem do clube.

Por isso, a partir do dia 18 de agosto, não terei mais nenhum envolvimento com o estádio, deixo a presidência do fundo responsável pelo empreendimento e continuo sendo conselheiro vitalício e, como ex-presidente, membro nato do CORI. Vou continuar sendo um apaixonado pelo clube e torcedor fanático, como sempre fui, .

Desde que sai da presidência do clube, não opinei em nada relacionado às finanças do Corinthians.

A essas pessoas, quero deixar claro que estão contra um dos melhores projetos da história do Corinthians, o Fiel Torcedor, que tem sido tão importante para demonstrar a paixão dos torcedores do clube. O Fiel Torcedor, além de render financeiramente, demonstra claramente (para quem quer enxergar) que o torcedor corintiano se envolve com tudo, para não só apoiá-lo como contribuir financeiramente para manter o time em um determinado momento e, posteriormente, para ajudar muito na edificação do estádio.

Estou muito chateado, mas quero deixar claro para as pessoas que não sou dono de nada no Corinthians, a não ser da minha paixão pelo clube, a partir da semana que vem, vou fazer aquilo que sempre fiz, sentar na arquibancada e torcer muito pelo Corinthians.