Em Porto Alegre, Grêmio derrota o Atlético-PR e mantém recuperação no Brasileirão

  • Por Estadão Conteúdo
  • 13/10/2016 23h52
RS - BRASILEIRÃO/GRÊMIO X ATLÉTICO-PR - ESPORTES - Comemoração do gol de Pedro Rocha, do Grêmio, na partida contra o Atlético Paranaense, válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, na noite desta quinta-feira (13). 13/10/2016 - Foto: EDU ANDRADE/FATOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDOGremistas comemoram o gol de Pedro Rocha contra o Atlético-PR

O Grêmio manteve a recuperação no Campeonato Brasileiro e voltou a vencer dentro de casa ao bater o Atlético Paranaense por 1 a 0, nesta quinta-feira, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, pela 30ª rodada da competição. Com o resultado, o time tricolor passou o de Curitiba e chegou à sétima colocação com 46 pontos, um a mais que o rival rubro-negro, o oitavo colocado.

O Grêmio entrou em campo disposto a voltar para a parte de cima da tabela de classificação. Desde o início o time tricolor pressionava a equipe atleticana, que mostrava pouca inspiração. Lucho González e Marcos Guilherme jogavam mal e não faziam a bola chegar ao ataque, ao passo que Douglas e Ramiro, que chegava mais à frente com o ataque, mostravam mais eficiência.

A partir dos 30 minutos, Luan encontrou três chances consecutivas e em uma delas o atacante chutou forte e exigiu difícil defesa de Weverton. No minuto seguinte, Luan voltou a exigir nova defesa do goleiro atleticano.

O primeiro tempo caminhava para o final quando, aos 47 minutos, o lateral-direito Edilson chutou fraco, Weverton soltou a bola na pequena área e Pedro Rocha aproveitou o rebote para marcar o primeiro gol da partida.

Na segunda etapa, o Grêmio iniciou pressionando o time paranaense. Logo aos nove minutos, Luan cobrou falta na trave esquerda de Weverton. Controlado por Douglas, o meio de campo gremista levava ampla vantagem sobre o rubro-negro.

A equipe do técnico Renato Gaúcho administrava o placar e chegava com perigo. Em um destes lances, Douglas chutou forte e a bola sobrou para Everton; o atacante chutou e Weverton mandou para escanteio.