Em protesto contra corrupção na CBV, jogadores atuam com nariz de palhaço

  • Por Jovem Pan
  • 13/12/2014 15h35
Em protesto contra corrupção na CBV

Os protestos contra a onda de corrupção na Confederação Brasileira de Volêi (CBF) tiveram mais uma resposta por parte de atletas do país. Neste sábado (13), durante partida do Taubaté/Funic e Volêi Canoas, válido pela Superliga masculina, os atletas dos dois times atuaram com nariz de palhaço para expressar o descontentamento com as irregularidades da instituição que gere o esporte no Brasil.

Nesta semana, uma auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU) atestou irregularidades em contratos no valor de R$ 30 milhões em pagamentos feitos entre o período de 2010 e 2013. Reagindo às denúncias, o Banco do Brasil, histórico patrocinador da confederação, suspendeu o pagamento de verbas para a instituição, com quem estabelecia parceria de 23 anos.

A partida, marcada pelo protesto, acabou com vitória do time do interior paulista por 3 a 0, com parciais de 25/18, 25/19 e 25/16. Com o resultado, o Taubaté segue dividindo a liderança da competição com o Cruzeiro.