Em reedição da última final da NBA, Warriors sofrem, mas voltam a vencer Cavs

  • Por Agência EFE
  • 26/12/2015 13h34
Em partida muito disputada

Pela primeira vez desde a última final, Golden State Warriors e Cleveland Cavaliers voltaram a se enfrentar e o resultado foi o mesmo: os atuais campeões sofreram, mas bateram a equipe de LeBron James por 89 a 83 nesta sexta-feira, na rodada especial de Natal da NBA.

Comandados por Stephen Curry, os Warriors tiveram dificuldades para superar a defesa dos Cavs. Porém, embalados pela torcida que lotou a Oracle Arena, e com grande atuações de jogadores menos badalados, venceram mais uma vez o rival e ampliaram a campanha para 28 vitórias e apenas uma derrota na temporada.

Draymond Green foi o destaque do jogo e cestinha dos donos da casa com 20 pontos, 15 rebotes e outras sete assistências. Bem marcado, Curry, que tem média de 31.2 pontos por partida na temporada, ficou com apenas 19, mas também contribuiu com sete rebotes e sete assistências.

Outros destaques dos Warriors foram o ala-armador Klay Thompson, com 18 pontos, seis rebotes e uma assistência, e o armador Shaun Livingston, que saiu do banco de reservas para contribuir com 16 pontos, três rebotes e duas assistências.

A grande esperança dos torcedores dos Cavs era as presenças do pivô Kevin Love e do armador Kyrie Irving, ambos de fora da última decisão por problemas de lesão.

Love, porém, ficou abaixo de sua média, apesar de contribuir com 10 pontos, 18 rebotes e quatro assistências. Já Irving, ainda sem ritmo após voltar a frequentar o departamento médico nesta temporada, contribuiu com 13 pontos, três rebotes e apenas duas assistências.

Em partida que se manteve equilibrada até o fim, os minutos finais foram uma repetição do que ocorreu na recente decisão entre os dois times. Enquanto Curry assumiu o jogo e marcou pontos decisivos para os Warriors, contando com a contribuição de seus companheiros, LeBron jogou sozinho e foi praticamente anulado pelo veterano ala Andre Iguodala, o Jogador Mais Valioso (MVP) das finais exatamente pela grande marcação sobre o rival.

Quando foi à linha do lance livre, o astro dos Cavaliers acabou errando três dos quatro arremessos tentados, algo pouco comum em sua carreira, praticamente enterrando as chances de vitória. Mesmo com os erros no fim, LeBron foi o cestinha dos visitantes com 25 pontos, nove rebotes e duas assistências.

Os Warriors seguem na liderança isolada na Conferência Oeste, mantendo o sonho de quebrar o recorde do Chicago Bulls de Michael Jordan na temporada 1995-1996, que venceu 72 jogos e perdeu apenas dez. Já os Cavs são os primeiros no Leste, com 19 vitórias e oito derrotas.