Em São Paulo, Blatter responde opositores: “Não podemos agradar a todos”

  • Por EFE
  • 11/06/2014 11h51
Em congresso

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, foi curto e grosso ao responder nesta quarta-feira aos movimento de dirigentes da Uefa, que cobram o afastamento do suíço nas eleições da entidade, marcadas para maio do próximo ano.

“Não podemos agradar a todos”, disparou o dirigente máximo do futebol mundial, durante a abertura do 64º Congresso da Fifa.

O bloco oposicionista formado por presidentes de federações europeias está se voltando a favor da candidatura do francês Michel Platini, que atualmente comanda a Uefa.

Sem citar nomes, Blatter garantiu que a Fifa pode “ajudar a solucionar controvérsias políticas”, no plano global. No discurso, o dirigente convocou os colegas para serem “exemplo de integridade, com obrigação de apresentar fair play dentro e fora do campo”.

“Estamos em um momento importante para o mundo e para a Fifa. O mundo está mudando. Nosso esporte e nossa organização também precisam mudar”, garantiu o presidente.

O 64º Congresso da Fifa acontece em São Paulo, com a participação das federações dos 209 países filiados à entidade. O presidente da CBF e do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo, José Maria Marin, foi o responsável pelo discurso de abertura do encontro.