Em “território inimigo”, Rossi tenta terceira vitória na temporada da MotoGP

  • Por Agencia EFE
  • 30/04/2015 12h12

Jerez de la Frontera (Espanha), 30 abr (EFE).- O italiano Valentino Rossi, da Yamaha, tentará neste fim de semana ampliar a vantagem no Campeonato Mundial de MotoGP, na Espanha, país que venceu quatro das últimas cinco temporadas, em prova que será disputada no circuito de Jerez de la Frontera.

Heptacampeão da categoria, o veterano de 36 anos, está com 66 pontos, após ter vencido os GPs do Catar e Argentina, e ter terminado na terceira colocação no GP das Américas. Seis pontos atrás de Rossi está seu compatriota Andrea Dovizioso, da Ducati.

“As três primeiras corridas foram muito positivas, apesar de que alguns circuitos não eram meus favoritos, nem os melhores para a Yamaha. Ainda assim, minha moto tem se comportado muito bem”, disse o líder da competição.

O piloto da Yamaha subiu ao topo do pódio no circuito de Termas de Río Hondo, após duelo espetacular com o espanhol Marc Márquez, da Honda, nas últimas voltas. O atual bicampeão do mundo sofreu queda, na tentativa de recuperar o posto, e teve que abandonar a prova.

Márquez, que é quinto colocado na tabela de classificação, ficou perto de desfalcar a Honda, que já não conta com o espanhol Dani Pedrosa, nesta prova. O piloto sofreu queda em treino realizado em pista de terra e acabou fraturando o dedo mindinho da mão esquerda, tendo sido liberado só nesta quinta-feira para correr.

Mais fortes concorrentes de Rossi e Yamaha, os italianos Andrea Dovizioso e Andrea Iannone, vice-líder e terceiro colocado na competição, respectivamente, tentarão enfim conseguir a primeira vitória com a Ducati. O melhor posicionado da equipe na classificação já ficou três vezes em segundo lugar nesta temporada.

O fim de semana também será de prova na Moto2, em que três pilotos diferentes já venceram corrida. O francês Johann Zarco, da Ajo Kalex, que levou a melhor na Argentina, é o líder do Mundial com 53 pontos, quatro a frente do espanhol Álex Rins, da HP 40 Kalex, curiosamente, que nunca cruzou a linha de chegada em primeiro.

Filho de mãe brasileira, o italiano Franco Morbidelli, da Italtrans Kalex, chegou três vezes na quinta colocação, e com isso conquistou 33 pontos até o momento, ocupando assim o quarto posto na tabela da competição.

Na Moto3, a ordem é “todos contra” o britânico Danny Kent, da Leopard Honda, que venceu os dois últimos GPs, no Catar e Argentina, e com isso chegou aos 66 pontos na classificação do campeonato, abrindo a maior vantagem entre os líderes da temporada.

Logo atrás do piloto de 21 anos está o espanhol Efrén Vázquez, seu companheiro de equipe, com 49 pontos. Bem mais atrás na tabela, o francês Alexis Masbou, da RTG Honda, que depois de vencer a prova de abertura, não pontuou mais. EFE