Em teste antes da Copa, Argentina derrota Trinidad e Tobago por 3 a 0

  • Por Jovem Pan
  • 04/06/2014 21h10

Apesar de Messi não ter deixado o seuArgentina mede forças com Trinidad e Tobago

Uma semana antes do início da Copa do Mundo, a Argentina entrou em campo no estádio Monumental de Nuñez para enfrentar Trinidad e Tobago, em teste antes do Mundial, e em partida marcada pelos muitos gols desperdiçados, os argentinos não tiveram problemas e superaram o rival pelo placar de 4 a 0

A Argentina abriu o placar no último lance do primeiro tempo, em forte cabeçada de Palacio. No segundo tempo, Mascherano ampliou a vantagem em rebote de falta cobrada por Messi e Maxi Rodríguez fez o terceiro e último gol argentino.

O primeiro tempo de jogo no estádio Monumental de Nuñuz foi movimentado e ficou marcado pelos muitos gols perdidos pela Argentina. A primeira oportunidade dos argentinos foi aos dez minutos, quando em contra-ataque rápido, a bola chegou até Lavezzi, que cruzou para Messi e o camisa 10 finalizou para fora.

Aos 20 minutos, a seleção comandada por Alejandro Sabella criou mais um grande lance de perigo, mas Lavezzi, após receber o lançamento, finalizou na rede pelo lado de fora.

A Argentina pressionava Trinidad e Tobago, mas aos 28, o time visitante também assustou. Kenwyne Jones recebeu bom passe, mas na hora do arremate, acabou sendo travado por Capagnaro.

A Argentina voltou a perder gol aos 33 minutos, quando em boa jogada coletiva, Palacio ajeitou de cabeça para Lavezzi, mas o jogador do Paris Saint-Germain bateu por cima do gol.

Um dos lances mais bizarros da etapa inicial foi aos 40 minutos. Di María cruzou da esquerda, Bateau pegou mal na bola e jogou contra o próprio gol, mas teve a sorte de ver a bola pegar no travessão. Na sobra, Palacio chegou concluindo de cabeça, mas mandou para fora.

Aos 45 minutos, Messi tocou bem para Di María, que driblou o goleiro e, na linha de fundo, cruzou rasteiro para Messi. Bem na hora de o atleta do Barça empurrar para o gol, Marshall chega no carrinho e joga para escanteio.

Depois de muita insistência, o placar foi alterado no último lance do primeiro tempo. Em cobrança de escanteio, Palacio cabeceou forte para o gol e Williams chegou a tocar na bola, mas não evitou o primeiro gol argentino.

No segundo tempo, logo aos cinco minutos, a Argentina teve falta perigosa para cobrar da meia-lua, Messi mandou a bola no travessão e, no rebote, Mascherano só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

A Argentina ainda queria mais. Aos 19, Palacio chegou em velocidade e driblou o goleiro na entrada da área. A bola, adiantada, quase saiu, mas Palacio evitou que ela fosse pela linha de fundo, tocou para Maxi Rodríguez e, ele, sem goleiro, mandou para o fundo do gol: 3 a 0.

Os argentinos diminuíram um pouco o ritmo depois do terceiro gol e confirmaram a fácil vitória por três gols de diferença.