Emocionado, Neymar perdoa Zúñiga: “não sinto rancor, nada”

  • Por Jovem Pan
  • 10/07/2014 18h58

Craque quase chorou ao lembrar que poderia ter ficado numa cadeira de rodas

Jefferson Bernardes/Vipcomm Neymar diz ter perdoado Zúñiga

Neymar se juntou ao elenco da Seleção Brasileira na tarde desta quinta-feira e aproveitou para dar a sua primeira entrevista coletiva após a sua grave lesão, na partida diante a Colômbia, pela quartas de final da Copa do Mundo. O camisa 10 se emocionou ao comentar o fatídico lance com o colombiano Zúñiga e revelou que o perdoou pela entrada desleal.

“Não sinto rancor dele, ódio, nada. Ele até me ligou, pediu desculpas. Falou que não queria me machucar, falou um bocado de coisas legais. Desejo que Deus o abençoe e que ele tenha sucesso na carreira dele, tudo de bom”, disse.

O craque brasileiro quase caiu em lágrimas ao pensar que poderia ter ficado em uma cadeira de rodas caso a pancada fosse dois centímetros mais para dentro. “Se fosse dois centímetros para dentro eu poderia estar de carreira de rodas. É um lance tão importante na minha carreira. Faz parte, aconteceu e jogo que segue”, falou emocionado.

Apesar de ter perdoado o seu adversário, Neymar explicou que não concorda com o lance e que a entrada não é normal no futebol.

“Foi um lance que eu não concordo, não aceito. Não vou falar que foi desleal porque eu não estava na cabeça dele. Mas todo mundo que conhece futebol, que sabe que é uma entrada que não é normal. Quando você quer fazer uma falta, você chuta o tornozelo, segura, empurra. Da forma que ele veio, não é uma entrada de situação de jogo, não tem como. Muitos de vocês falam que eu sou cai-cai. Quando eu estou de frente, eu consigo me defender, mas de costas não. A única coisa que pode me defender de costas é a regra e quando tem a regra você tem que ser protegido dentro de campo”, cobrou.

O jogador se juntou ao elenco para viajar à Brasília, onde a Seleção Brasileira disputará o terceiro lugar da Copa do Mundo contra a Holanda, no próximo sábado, às 17h.