Engenheiro aponta alto índice de acidentes em avião que levava Chapecoense

  • Por Jovem Pan
  • 29/11/2016 16h03
acidente

O modelo do avião que levava a delegação da Chapecoense e caiu, matando 76 dos 81 passageiros, tinha um índice de acidentes bastante elevado. É o que afirma o engenheiro aeronáutico pelo ITA, Shailon Ian. De acordo com ele, as aeronaves competidoras do BAe 146 (RJ-85) possuem números bem mais reduzidos neste quesito.

“Falar da segurança da aeronave em si é um pouco complicado porque quando ela é produzida, passa por uma série de testes, que é o programa de certificação dela. Eu chamo a atenção com relação à família, essa família de modelo, é que ela tem um número de acidentes por milhão de decolagem bastante elevado, se você compara com os indicadores das aeronaves competidoras ou da mesma classe”, contou o especialista.

“Então essa aeronave tem 1.25 acidentes por milhão de decolagem no histórico dela. Você pega uma aeronave como a RJ 170, que transporta 70 passageiros, 90 passageiros, tem 0.24 acidentes por milhão de decolagem. Então essa aeronave sofreu quase que cinco vezes mais acidentes do que os competidores dela. Esse indicador chama a atenção”, explicou.

Ian ressaltou ainda o “não pedido” de socorro por parte do piloto da aeronave. Segundo ele, a tendência era que o responsável pelo avião declarasse uma situação de emergência, algo que não foi noticiado em nenhum lugar até o momento.

“O piloto não declarou emergência. Até agora, nenhum jornal, ninguém noticiou que o piloto declarou emergência. Porque quando o comandante declara emergência, uma série de procedimentos é adotada no aeroporto e na região. Isso, até agora, eu não vi em local nenhum, que ele tenha efetivamente declarado emergência”, afirmou.

“Estava com uma pane elétrica, tem esses dois giros (o avião rodeou o local antes de cair) e aí ninguém fala pra gente se o aeroporto estava fechado e ele estava aguardando uma condição melhor pra pousar, ou se existiam outras aeronaves no tráfego do pouso e ele deu essas duas voltas pra esperar, ou se ele deu essas duas voltas e se perdeu efetivamente”, disse Ian.

Confira no vídeo abaixo a entrevista completa de Shailon Ian: