Equador e Inglaterra empatam em jogo pouco amistoso

  • Por Agência EFE
  • 04/06/2014 20h57

Em amistoso brigadoInglaterra e Equador se enfrentam em amistoso pré-Copa

Em partida preparatória para a Copa do Mundo, mas com clima pouco amistoso e com direito a expulsões, Equador e Inglaterra empataram em 2 a 2 nesta quarta-feira no Sun Life Stadium, em Miami, nos Estados Unidos.

Impetuoso mesmo com o campo neutro, o Equador abriu o placar com um gol de Enner Valencia aos oito minutos de jogo. Após cruzamento preciso de Ayoví pela esquerda, o atacante do Pachuca subiu mais alto que a zaga inglesa e cabeceou firme para o fundo da rede.

Embora a equipe sul-americana tenha saído na frente e mostrado vontade no ataque em algumas oportunidades, os europeus mantiveram a posse da bola e passaram a se movimentar melhor em campo. Sendo assim, o empate se tornou questão de tempo.

O domínio da Inglaterra permitiu a criação de várias oportunidades claras de gol, o que viria a se concretizar antes do intervalo. A estrela de Rooney, que não marcou nos últimos quatro amistosos da seleção, voltou a brilhar, e o atacante fez o gol que igualaria o marcador. Após cruzamento de Oxlade-Chamberlain, Lambert finalizou na trave e, depois de confusão na pequena área, o atacante do Manchester United conseguiu completar para as redes equatorianas aos 29 minutos.

A Inglaterra começou melhor no segundo tempo e, aos seis minutos, Ross Barkley iniciou excelente jogada ao cortar toda a zaga do Equador pela intermediária e tocar para Lambert, de cara para o gol, chutar de primeira, de trivela, e virar o placar.

Quando tudo parecia indicar que a Inglaterra conseguiria a vitória, apesar das mudanças feitas pelo técnico Roy Hodgson, a defesa inglesa falhou mais uma vez e permitiu que Arroyo, que havia entrado no lugar de Montero, fizesse o gol para selar o empate entre as equipes.

Aos 25 da segunda etapa, Arroyo se aproveitou do espaço dado pela zaga inglesa e disparou uma bomba da entrada da área, sem chances para Ben Foster, que nada pôde fazer para evitar que a bola entrasse.

Apesar dos gols, a partida também foi marcada pelas duas expulsões – aos 34 minutos, de Antonio Valencia, do Equador, e Sterling, da Inglaterra, por agressão mútua. Depois disso, o jogo ficou morno até o apito final.

Embora não tenha mostrado muita evolução no estilo de jogo da Inglaterra, pôde-se confirmar que Rooney deve ser titular na Copa e que o time precisa melhorar no jogo defensivo.

Além disso, o técnico Hodgson, que pediu mais vontade dos jogadores antes da partida, comprovou que o entusiasmo voltou ao time quando o hino nacional foi tocado.

O Equador também confirmou que pode se impor em campo, que tem jogadores de qualidade e chegará ao Brasil disposto a fazer uma boa campanha sob o comando do técnico colombiano Reinaldo Rueda.