“Eu estava preparado para lutar”, afirma Lyoto sobre recusa de Belfort

  • Por Jovem Pan
  • 20/03/2015 12h23
Lyoto Machida na vitória contra CB Dollayway

Número 2 do ranking dos pesos médios do UFC, Lyoto Machida conversou com a reportagem Jovem Pan e afirmou que estava disposto a aceitar a luta com Vitor Belfort, para substituir Chris Weidman no UFC 184, que aconteceu em 28 de feveiro, e disse que estava pronto para lutar com o compatriota, mesmo em cima da hora. Na oportunidade, Belfort se recusou a enfrentar Machida por conta do pouco tempo que teria para se preparar.

“Eu estava preparado para lutar, posso falar de mim, apesar de estar em cima da hora. A questão do Vitor é uma coisa da equipe dele, pessoal, não tenho muito que falar. Cada um tem direito a recusar ou aceitar uma luta. De repente, pra ele, no momento não era interessante lutar contra mim. Eu olho as coisas como profissional, pra mim era grande chance, grande oportunidade”, afirmou o baiano radicado em Belém.

Lyoto enfrentará o americano Luke Rockhold no dia 18 de abril, e aproveitou para destacar sua preparação visando o combate: “é o ultimo mês de preparação, estamos traçando as estratégias para a luta. Normalmente nos primeiros mêses (de treinamento) é o trabalho de base para lutar com qualquer um, e no último mês vêm os ajustes técnicos, táticos, onde podemos planejar algo em cima do nosso adversário”, explicou o lutador.

A luta entre Vitor Belfort e Chris Weidman, remarcada para maio, também foi comentada por Lyoto que vê boas chances de Vitor conquistar o cinturão para o Brasil: “é uma luta difícil de julgar, mas no início, está mais para o Vitor, pelo estilo de luta, é um cara muito mais explosivo, um cara que soca forte, chuta forte. Se a luta for para o terceiro round, fica mais para o americano pelo próprio estilo de wrestling, vai querer segurar, derrubar, pontuar”, analisou o dragão, como é conhecido Machida.