EUA fazem novo alerta e pedem que atletas não usem uniforme fora dos Jogos

  • Por Agencia EFE
  • 25/01/2014 04h08
Isabel Clark

Os Estados Unidos emitiram nesta sexta-feira um novo alerta para os americanos que vão, em fevereiro, assistir aos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, na Rússia, devido às últimas ameaças terroristas contra o evento e pediram que seus atletas não utilizem o uniforme nacional fora das competições.

Este alerta substitui o primeiro que foi emitido pelos EUA sobre os Jogos de Sochi no último dia 10 e responde às novas ameaças terroristas contra o evento que foram divulgadas nas últimas semanas.

Em sua descrição dessas ameaças, o Departamento de Estado dos EUA menciona as notícias veiculadas na imprensa sobre a eventual presença de terroristas suicidas conhecidas como “viúvas negras” nos Jogos, que acontecem entre os dias 7 e 23 de fevereiro.

Além disso, cita um vídeo divulgado recentemente no qual um grupo terrorista islâmico adverte que haverá um “presente para os turistas” em Sochi durante a competição.

Os EUA, preocupados com a segurança, ofereceram seu colaboração à Rússia em várias ocasiões, sobretudo depois que dois atentados suicidas ocorreram com menos de 24 horas de diferença e faltando dois dias para o Ano Novo na cidade russa de Volgogrado, também no sul do país.

Apesar de a guerrilha islamita do Cáucaso e outros grupos extremistas ameaçarem os Jogos, ninguém cogitou seu possível adiamento, que despontam como as Olimpíadas de Inverno mais caras da história, com gastos previstos de US$ 50 milhões.

O Comitê Olímpico dos EUA pediu hoje, em uma circular, que seus atletas não utilizem o uniforme oficial do país fora das competições para evitar riscos, informou o jornal “The Wall Street Journal”, que teve acesso ao documento.

A circular informa que o Departamento de Estado recomenda que se evite a utilização do uniforme oficial dos EUA fora das competições, e detalha outras medidas de segurança, inclusive a de se inscrever em um programa para tomar conhecimento dos últimos alertas.

O uniforme olímpico dos EUA, uma criação de Ralph Lauren, consiste em calças brancas, um gorro e um casaco com as cores da bandeira (vermelho, azul e branco), assim como estrelas e listras, e um grande emblema sobre a parte que cobre o peito.

Mais de 230 atletas, 270 treinadores, e 10 mil cidadãos americanos são esperados em Sochi por ocasião dos Jogos de Inverno.

No alerta emitido hoje, o Departamento de Estado recomenda aos que forem à Rússia “cuidem de sua segurança pessoal o tempo todo e permaneçam alertas e sejam prudentes quando usarem qualquer tipo de transporte público”.

“Os Jogos são um alvo atrativo para os terroristas e, além disso, na Rússia continuam ocorrendo atos de terrorismo. Não há nenhuma ameaça específica contra os EUA, nem contra suas instituições e cidadãos, mas aqueles que forem a Sochi devem permanecer atentos e precavidos”, dis o alerta.

O Departamento de Estado também lembrou hoje que os Jogos Olímpicos de Inverno são o primeiro grande evento internacional que será sediado em Sochi, por isso nunca foi testada a capacidade da infraestrutura médica da cidade para atender a um volume tão alto de visitantes.

Com isso, os EUA recomendaram que seus cidadãos considerem a aquisição de um seguro de saúde privado, levando-se em conta que o atendimento médico em muitas localidades russas “difere dos padrões ocidentais”.

O alerta de viagem lembra, além disso, que na Rússia está proibida “exibir e manter relações sexuais não tradicionais” com menores de idade.