Eurico questiona exagero e apoia perda de pontos por atraso de salários

  • Por Jovem Pan
  • 03/03/2015 17h29

Em nome do presidente Eurico MirandaEurico Miranda

Presidente do Vasco da Gama, Eurico Miranda se mostra favorável à proposta que deve ser implementada no Campeonato Brasileiro de 2015 para punir clubes com perda de pontos caso as equipes atrasem o pagamento de salários de jogadores. Para o dirigente, que falou com a Jovem Pan, a medida é benéfica para o futebol brasileiro.

“Sou favorável a pagar em dia. Salários além (do normal) precisam ser discutidos, é um problema. Essa parte trabalhista, que você precisa cumprir, é para evitar que se cometam os exageros que estão sendo cometidos e depois não se paguem. Contratação, treinadores. Pagando salários que, no final, viram o que o Vampeta falou: ‘eles fingem que jogam e o clube finge que paga’”, destacou Eurico, explicando como seria o procedimento. “Quem reclamar encaminha ao tribunal esportivo, exatamente como funciona na Federação Paulista”, prosseguiu.

Eurico Miranda também não escondeu seu apoio a uma fórmula que mescle pontos corridos com mata-mata na principal competição do futebol nacional.

“Sou favorável ao campeonato de pontos corridos desde que tenha finais. As finais são o grande atrativo da competição”, pontuou.

O mandatário do Vasco da Gama também reiterou sua postura de não jogar no Maracanã contra o Fluminense, no Brasileirão, caso a torcida do Vasco não possa ficar em sua tradicional localização dentro do estádio, ao lado direito das cabines de rádio.

“Pode ser CBF, Fifa, federação de marte, onde você quiser botar. O Vasco não joga no Maracanã se não a sua posição não for aquela histórica. Simples”, finalizou.