Ex-tenista Bob Hewitt é declarado culpado de estupro de menores

  • Por Agência EFE
  • 23/03/2015 11h54

O ex-tenista sul-africano Bob Hewitt foi declarado culpado por casos de estupro

Bob Hewitt

Vencedor de nove torneios de Grand Slam em duplas nas décadas de 1960 e 1970, o ex-tenista sul-africano Bob Hewitt foi declarado culpado nesta segunda-feira por dois estupros e um terceiro crime de abusos sexuais a três alunas menores de idade.

O juiz Bert Bam considerou provado que o ex-atleta, de origem australiana, abusou sexualmente de três alunas, que tinham entre 12 e 14 anos, quando era professor de tênis nas décadas de 1980 e 1990.

O tenista, que venceu nove torneios de Grand Slam em duplas e faturou outros seis títulos em duplas mistas nas décadas de 1960 e 1970, tinha se declarado inocente de todas as acusações e receberá a pena em na próxima vez que comparecer ao julgamento.

“As provas contra o acusado são arrasadoras. As três litigantes têm direitos básicos. O tempo não faz os delitos desaparecerem. Uma pessoa culpada não deve ficar impune”, disse o magistrado durante a leitura do veredito, diante da presença de três vítimas na sala.

Bam concluiu que Hewitt manipulou e intimidou as adolescentes antes de realizar atos sexuais com elas.

Hewitt, de 75 anos, obteve a nacionalidade da África do Sul em 1967, ao se casar com uma mulher sul-africana. A esposa de Hewitt depôs a favor da inocência do marido e o acompanhou durante todo o processo, que começou em fevereiro e teve o depoimento de dez testemunhas.