Fator Tite renova esperanças de Tardelli por Seleção: “não custa nada sonhar”

  • Por Jovem Pan
  • 27/03/2017 12h19

Diego Tardelli voltou a jogar depois de oito meses e fez gol contra o poderoso Guangzhou Evergrande

Diego Tardelli voltou a jogar depois de oito meses e fez gol contra o poderoso Guangzhou Evergrande

Paulinho, Renato Augusto, Gil… Desde que chegou à Seleção, Tite não hesitou em convocar jogadores do futebol chinês. Dois deles, por sinal, são titulares absolutos do time que resgatou o orgulho nacional e está praticamente classificado para a Copa do Mundo da Rússia. O técnico já deixou claro que, ao recrutar atletas, não leva em consideração clube, liga e nem país. Apenas o desempenho.

É exatamente isto o que mantém acesa a chama de Diego Tardelli.

Na China desde janeiro de 2015, o atacante de 31 anos teve as esperanças renovadas depois do anúncio de Tite como técnico da Seleção. Diversas vezes elogiado pelo treinador, Tardelli voltou a jogar após oito meses parado e ainda assim acredita em uma possível convocação para o Mundial de 2018.

Depois da chegada do Tite, as minhas expectativas com a Seleção Brasileira se renovaram“, revelou o jogador, em entrevista exclusiva a Marcio Spimpolo, para a Rádio Jovem Pan. “Ele é um cara que sempre gostou do meu trabalho, sempre me elogiou… Então, isso me deixa um pouco mais esperançoso“, acrescentou.

Tardelli não é convocado desde junho de 2015, quando disputou a Copa América sob o comando de Dunga. Na ocasião, ele já atuava pelo Shandong Luneng, da China. O problema foi que, depois daquele mês, o atacante caiu de rendimento e chegou a ficar oito meses sem jogar. Uma lesão e um problema burocrático evitaram a sequência do jogador, que agora tem as fortes concorrências de Gabriel Jesus e Roberto Firmino no comando de ataque da Seleção. 

Quando eu fui convocado pelo Dunga, a Seleção passava por uma fase de mudanças depois da Copa, e isto acabou me atrapalhando um pouco. Mas eu continuo na expectativa. Tem jogadores na minha frente, o Gabriel Jesus, o Firmino, o Dudu, o Diego Souza, mas eu vou continuar trabalhando. Quem sabe o Tite não dê uma olhadinha com carinho de novo aqui para a China… Fico aguardando, avisou. 

“Não custa nada sonhar” 

Diego Tardelli ficou sem jogar entre julho a março. Ele se lesionou enquanto era titular e, quando se recuperou, teve de encarar a dura concorrência do italiano Graziano Pellè, contratado por R$ 145 milhões junto ao Southampton. Como apenas três estrangeiros podem ser relacionados para cada partida, Tardelli perdeu espaço e chegou a cogitar uma mudança de clube dentro da China. 

Mas a transferência não aconteceu, e, agora, o atacante tenta recuperar a titularidade no próprio Shandong Luneng. No primeiro jogo do ano, Tardelli sequer foi relacionado. Já no segundo, começou jogando e anotou o gol da vitória sobre o atual hexacampeão chinês, Guangzhou EvergrandeA expectativa é de que ele ganhe sequência para que, quem sabe, possa convencer Tite de que merece um lugar entre os 23 convocados para a Copa.

Comecei o ano com o pé direito, estreando com gol no clássico contra o Guangzhou. A tendência é vir coisas boas. Estou bem preparado. É bom voltar a jogar com gol“, celebrou. “Cheguei ao auge da maturidade, como pessoa e como profissional… Estou em uma fase muito boa. É o momento. Vamos esperar. Quem sabe eu não possa disputar uma Copa do Mundo no ano que vem. É o meu sonho. Não custa nada sonhar mais um pouquinho”, finalizou.

Volta ao Brasil? 

Ainda durante a entrevista exclusiva a Marcio Spimpolo, Diego Tardelli descartou a possibilidade de retornar ao futebol brasileiro nesta temporada. O atacante tem mais um ano e meio de contrato com o Shandong Luneng e não está interessado em romper o vínculo com o clube chinês. O Corinthians, ex-time de Tite, chegou a consultar o empresário do jogador para tentar repatriá-lo às vésperas do Campeonato Brasileiro.