Federer e Murray avançam com facilidade em Wimbledon; Nadal é eliminado

  • Por Agência EFE
  • 02/07/2015 18h26
Pelo quarto ano seguido

O suíço Roger Federer e o britânico Andy Murray confirmaram o favoritismo e se classificaram para a terceira rodada do torneio de Wimbledon nesta quinta-feira com vitórias tranquilas sobre o americano Sam Querrey e o holandês Robin Haase, respectivamente, enquanto o espanhol Rafael Nadal decepcionou e perdeu para o alemão Justin Brown, número 102 do mundo.

Heptacampeão na grama sagrada e segundo cabeça de chave, Federer esbanjou confiança e categoria para atropelar Querrey com um triunfo por 3 a 0, com parciais de 6-4, 6-2 e 6-2, em apenas 1h26min.

“Federer tem um aura especial ao seu redor. Dispara tiros que são impossíveis para outros jogadores. Às vezes, dá vontade de atravessar a quadra e apertar sua mão, mas, claro, não podemos fazer isso”, brincou o americano após a derrota.

Em busca do oitato título e de seu 19º Grand Slam, o suíço, vice em 2014, terá pela frente na terceira rodada o australiano Sam Groth, que passou pelo compatriota James Duckworth também em sets diretos.

Campeão há dois anos, Andy Murray também passou de fase sem sustos. O “queridinho” da casa venceu Haase por 3 a 0, com parciais de 6-1, 6-1 e 6-4, em apenas 1h27min, e agora jogará contra o italiano Andreas Seppi, 27º favorito, que bateu o croata Borna Coric por 3 a 2 de virada.

A grande decepção do dia no All England Club foi o espanhol Rafael Nadal, atualmente em décimo no ranking mundial e dono de dois títulos de Wimbledon. O ex-número 1 do mundo foi eliminado pelo quarto ano seguido por um tenista de fora do top-100 ao perder para Brown, 102º colocado da ATP, por 3 a 1, com 7-5, 3-6, 6-4 e 6-4, em 2h34min.

Brown, especialista em grama e saído do qualifying, jogará agora contra o sérvio Viktor Troicki, que bateu o britânico Aljaz Bedene por 3 a 1.

Por sua vez, o tcheco Tomas Berdych, vice-campeão em 2010, atropelou o francês Nicolas Mahut com um triunfo por 3 a 0 em 1h45min e enfrentará o espanhol Pablo Andújar, que levou a melhor em cinco sets contra Lukas Rosol, também da República Tcheca.

Nas duplas, o brasileiro Marcelo Melo e o croata Ivan Dodig contaram com a desistência dos argentinos Leonardo Mayer e David Schwartzman no segundo set para passarem para a segunda rodada. Já André Sá e o australiano Chris Guccione levaram a pior em uma batalha de cinco sets diante dos colombianos Juan Sebastián Cabal e Robert Farah.