Felipão critica marcação e diz que Brasil poderia ter perdido para seleção “maior”

  • Por Jovem Pan
  • 03/06/2014 19h32

Técnico revelou pretender começar jogo contra Sérvia com os 11 que devem iniciar estreia na Copa

Felipão critica marcação do Brasil em amistoso

Apesar da vitória do Brasil contra o Panamá por 4 a 0, na tarde desta terça-feira (3), no Serra Dourada, o técnico Luiz Felipe Scolari não aprovou o início de jogo de seus comandados, afirmando que se fosse contra uma seleção mais forte, o resultado poderia ter sido diferente.

“Poderia ser diferente se estivéssemos jogando com uma seleção de nível maior. Eu acho que nos primeiros 15, 20 minutos eu pedi para marcarem a saída de bola, porque a conexão entre e a defesa não estava correta. Queríamos marcar em cima mas estávamos meio perdidos. Depois dos 20 minutos conseguimos nos compactar e marcar melhor. Faz três meses que esse grupo jogou pela última vez e sete dias que está treinando”, enfatizou o campeão mundial de 2002.

Mesmo com as críticas ao início da Seleção Brasileira na partida, Felipão contou ter gostado de toda a performance de seus comandados no segundo tempo e garantiu que todas as dificuldades apresentadas estão dentro da projeção traçada pela comissão técnica.

“Eu gostei do segundo tempo. Teve muito mais domínio, posse de bola, e mais agilidade. Gostei dos 25 minutos finais do primeiro tempo e de toda a segunda etapa. Dentro daquela projeção do primeiro teste, do trabalho que tinha que fazer e recuperarão de jogadores”, revelou. “Eles ainda não se encontram no ponto, faz três meses que não nos encontrávamos e não dá para fazer isso em apenas sete dias. O teste valeu a pena e agora é continuar nesse ritmo até sexta e depois contra a Croácia, onde estaremos num ritmo melhor”, garantiu.

Perguntado se pouparia alguns jogadores no teste contra a seleção da Sérvia, na próxima sexta-feira, no Estádio do Morumbi, o treinador afirmou que pretende colocar os 11 titulares que devem iniciar o jogo de estreia na Copa do Mundo contra a Croácia, no dia 12 de junho, na Arena Corinthians.

“Nenhum jogador será poupado para sexta-feira. Os que estão na Granja Comary estarão em condições e se não acontecer nada de errado, terei todos a disposição. A ideia é colocar os 11 que iniciarão contra a Croácia na estreia do Mundial”, completou.