Felipe Massa completa 34 anos: relembre sua trajetória na Fórmula 1

  • Por Bruno Bataglin/Jovem Pan
  • 24/04/2015 17h28 - Atualizado em 06/11/2017 11h39

Com trajetória marcante na Fórmula 1Felipe Massa

Principal representante brasileiro na maior categoria do automobilismo mundial, Felipe Massa completa 34 anos de idade neste sábado, dia 25 de abril, e para celebrar a data especial para o piloto, o Jovem Pan Online relembra um pouco da trajetória do profissional na Fórmula 1.

Até agora, em sua carreira, Felipe Massa disputou 215 corridas, tendo ido ao pódio em 39 oportunidades e conquistado 11 vitórias. O paulista soma 981 pontos conquistados na F-1.

– 2002

Estreou na Fórmula 1 neste ano, quando era piloto da Sauber, e sua primeira corrida foi na Austrália, onde acabou abandonando após uma batida, mas logo na corrida seguinte ele anotou um ponto com um sexto lugar na Malásia. Massa encerrou a temporada com quatro pontos conquistados.

– 2003

Passou todo o ano como piloto de testes da Ferrari.

– 2004

Retornou para a Sauber com um contrato de dois anos de duração e, com 12 pontos conquistados, ficou na 12ª colocação no Mundial de Pilotos. Seu melhor resultado foi uma quarta colocação no GP da Bélgica.

– 2005

Ainda na Sauber, Felipe Massa anotou 11 pontos na temporada e ficou na 13ª colocação no Mundial. O melhor resultado do piloto foi uma quarta posição no GP do Canadá.

– 2006

A temporada foi bastante especial para Felipe Massa, quando ele foi para a Ferrari para substituir o compatriota Rubens Barrichello, que foi para a Honda. Como parceiro de time do alemão Michael Schumacher, Massa ficou na terceira colocação no Mundial de Pilotos, com 80 pontos conquistados. Em sua segunda corrida, ficou em quinto na Malásia e, neste mesmo ano, conquistou sua primeira vitória na Fórmula 1, no GP da Turquia (ouça áudio completo acima). Ainda venceu no GP do Brasil.

Em entrevista à Rádio Jovem Pan, logo depois do GP da Turquia, Titônio Massa, pai de Felipe, não escondeu a felicidade: “a emoção foi muito grande, porque você ter um filho correndo na Fórmula 1 já é enorme, principalmente na Ferrari. E ganhando pela primeira vez, a emoção mais do que triplica. Estou muito feliz pelo meu filho, por ele ter alcançado esse sonho fantástico, e também por estar dando essa alegria de o Brasil voltar a ver a bandeira brasileira tremular. Mostrar que o Brasil tem grande pilotos e vai continuar tendo grandes pilotos na Fórmula 1”.

– 2007

Com os bons resultados, Massa permaneceu na Ferrari em 2007 e foi companheiro de Kimi Raikkonen, que entrou no lugar de Michael Schumacher. O finlandês acabou ficando com o título neste ano e o brasileiro, claramente o piloto número 2 da escuderia, ficou na quarta colocação do Mundial de Pilotos, com 94 pontos somados.

– 2008

A melhor temporada de Massa em sua carreira na Fórmula 1. O brasileiro, que obteve cinco vitórias neste ano, ficou a apenas um ponto de conquistar o título do Mundial de Pilotos, que acabou indo para Lewis Hamilton, da McLaren. Felipe Massa perdeu o troféu apenas no GP de Interlagos, quando ele subiu ao lugar mais alto do pódio, mas viu o britânico ficar em quarto, posição mínima para conquistar o título.

– 2009

O ano foi para Felipe Massa esquecer. O brasileiro até que não começou mal na temporada, tendo somado 22 pontos nas primeiras nove corridas, mas um acidente que poderia ter tirado a sua vida ocorreu no treino classificatório para o GP da Hungria, em julho, quando uma mola se soltou do carro de Barrichello e atingiu a cabeça de Massa, que acabou sendo ‘salvo’ pelo capacete. Depois de passar alguns dias em coma induzido, ele ficou o restante do ano se recuperando.

– 2010

Em seu retorno à Fórmula 1, ainda vestindo o macacão da Ferrari, Massa subiu ao pódio no Bahrein (2º) e na Austrália (3º), duas primeiras etapas do Mundial, mas depois teve dificuldades no restante da temporada e encerrou com 144 pontos somados, na sexta colocação entre os pilotos, ficando mais de 100 pontos atrás de seu companheiro Fernando Alonso, vice-campeão neste ano.

– 2011

Uma temporada regular para Massa, que novamente ficou na sexta colocação no Mundial de Pilotos, tendo somado 118 pontos com sua Ferrari.

– 2012

Massa começou mal no campeonato, muito por conta das dificuldades com o F2012, e ficou cercado de pressão, mas os resultados melhoraram, sendo que o brasileiro inclusive ficou em segundo no GP do Japão, fechou o campeonato em sétimo, com 122 pontos, e a Ferrari decidiu mantê-lo para 2013.

– 2013

Massa começou a temporada pontuando nas primeiras etapas e ficou em terceiro na Espanha, mas sofreu alguns acidentes, um deles em Monaco, e caiu de rendimento. No final da temporada, a Ferrari anunciou sua saída da equipe.

– 2014

Chegou à Williams F1, onde entrou para ser companheiro do finlandês Valtteri Bottas, e encerrou a temporada na sétima colocação do Mundial de Pilotos, com 134 pontos. Seus melhores resultados foram na metade final do campeonato, com um terceiro lugar na Itália e um no Brasil e uma segunda colocação em Abu Dhabi.

– 2015

Neste ano, Massa segue vestindo o macacão da Williams e, atualmente, ocupa a quinta posição no Mundial de Pilotos, com 31 pontos somados. Seu melhor resultado até a quarta etapa foi uma quarta posição no GP da Austrália, primeira prova do ano.