Feliz com a 1ª pole no ano, Rosberg quer consolidar liderança no GP da China

  • Por Agência EFE
  • 16/04/2016 14h45
Nico Rosberg lidera a temporada da Fórmula 1 e tem boas chances de ampliar a vantagem na ponta

O alemão Nico Rosberg (Mercedes), que conquistou a pole position do Grande Prêmio da China neste sábado, afirmou que ficou feliz em largar no topo do grid pela primeira vez na temporada, fato que o ajudará a tentar conquistar a terceira vitória e consolidar a liderança no Mundial de Fórmula 1.

Rosberg, que conseguiu a primeira pole e a vitória de sua carreira exatamente em Xangai há quatro anos, quando já corria pela Mercedes ao lado de Michael Schumacher, pode se isolar na classificação geral caso confirme um novo triunfo.

Neste domingo, o alemão tem grandes chances de aumentar sua vantagem sobre seu companheiro e atual campeão mundial, o britânico Lewis Hamilton, que largará na última posição por causa de um problema no sistema de recuperação de energia de sua Mercedes.

“É genial ter feito minha primeira pole do ano. Sempre é melhor começar a corrida na frente, e estou muito contente de voltar a ter essa oportunidade”, declarou Rosberg.

“Não é bom que o carro de Lewis tenha apresentado um problema. É uma pena que não pudemos competir pela pole”, afirmou o alemão.

Apesar de ter comemorado a primeira posição, Rosberg reconheceu ter cometido alguns erros no Q3. Sua última volta, porém, “foi muito boa”, o suficiente para garantir a pole position.

“Dito isto, Kimi (Raikkonen, da Ferrari, que ficou com a terceira posição) disse que cometeu outro erro em sua última volta. Tendo isso em conta, não acho que a diferença entre nós seja tão grande como pareceu hoje no quadro de tempos”, completou Rosberg.

“Na sexta-feira, as duas Ferraris estavam no mesmo nível que o nosso. Temos que estar preparados para um forte desafio por parte dos carros vermelhos. Podemos ter algumas surpresas amanhã”, alertou o líder do mundial de 2016 da Fórmula 1.