Fifa anuncia aumento do número de transferências internacionais em 2013

  • Por Agência EFE
  • 29/01/2014 10h37
Neymar brilha e Barça bate Vilarreal por 2 a 1

A Fifa anunciou nesta quarta-feira que em 2013 as transferências internacionais de jogadores aumentaram 4%, atingindo 12.309, avaliadas em US$ 3,7 bilhões (US$ 8,93 bilhões), segundo dados do último relatório do Sistema Internacional de Transferências (TMS, na sigla de inglês).

O documento, elaborado pelo terceiro ano seguido, aponta que o Brasil voltou a ser o país mais ativo, tanto em contratações como vendas, com 1.402 transferências. A Inglaterra, por sua vez, foi o país que mais investiu em reforços, com gastos de US$ 913 milhões (R$ 2,2 bilhões), o que representa 25% do total.

A idade média dos jogadores envolvidos em negociações internacionais foi de 25 anos e três meses.

Outro número que cresceu foi a de comissões de intermediários, em 30%. Por outro lado, o número de negociações em que houve envolvimento de terceira parte caiu de 17% em 2012 para 14% no ano passado.

A íntegra do relatório pode ser consultada no site “fifa.com”. O documento foi feito a partir dos dados do Sistema Internacional de Transferências, criado em 2010, de uso obrigatório em todas as negociações internacionais de jogadores.

Segundo a Fifa, o TMS ajuda a “completar o objetivo de aumentar a transparência e o conhecimento do mercado de transferências, assim como das atividades ligadas a ele”.