Fifa confirma candidaturas de Blatter, Figo, Van Praag e príncipe al Hussein

  • Por Agência EFE
  • 02/02/2015 12h09
Os quatro candidatos à presidência da Fifa

O atual presidente da Fifa, Joseph Blatter, poderá ter três concorrentes nas eleições da entidade que serão realizadas no dia 29 de maio deste ano, informou o Comitê Eleitoral da Fifa nesta segunda-feira.

O ex-jogador português Luis Figo, o presidente da Federação Holandesa de Futebol, Michael van Praag, e o príncipe jordaniano Ali bin al Hussein, vice-presidente da entidade, tiveram a apresentação de suas candidaturas confirmadas pelo Comitê Eleitoral e tentarão impedir um novo mandato de Blatter.

Saíram da disputa o ex-jogador francês Davi Ginola, que já tinha anunciado a desistência do pleito na última quinta-feira, e o ex-diretor da entidade Jerôme Champagne, o primeiro a anunciar o desejo de concorrer contra Blatter, que preside a Fifa desde 1998.

A Fifa explicou que, em cumprimento do artigo 8 do regulamento eleitoral, o relatório das candidaturas foi transferido à Comissão de Investigação do Comitê de Ética, que confirmará a integridade das mesmas em um prazo de dez dias.

Depois disso, toda a documentação será novamente revisada pelo Comitê de Ética, que validará formalmente as candidaturas que passarem pelo processo.

Depois de substituir João Havelange da presidência da Fifa em 1998, Blatter só teve rivais nas eleições para o cargo em 2002, sua primeira reeleição, quando venceu o camaronês Issa Hayatou, que ainda faz parte do Comitê Executivo da entidade.

Para não coincidir com a realização do Mundial da Alemanha, em 2006, Blatter prolongou em um ano seu mandato, que terminaria perto do início do evento, mas não teve concorrentes.

O suíço também foi reeleito sem dificuldades em 2011, apesar das dúvidas sobre o processo de escolha da Rússia e do Catar como sedes das Copas do Mundo de 2018 e 2022.

O catariano Mohammed Bin Hammam até tentou participar do pleito, mas acabou inabilitado ao ser acusado de tentar comprar votos a seu favor.