Fifa demite Jérôme Valcke após denúncias de esquema de venda de ingressos

  • Por Jovem Pan
  • 17/09/2015 16h45

O secretário-geral da FifaJérôme Valcke concede entrevista para confirmar Curitiba na Copa

A Fifa anunciou na tarde desta quinta-feira (17) a demissão de seu secretário-geral, Jérôme Valcke, após denúncias de envolvimento do francês em esquema de venda de ingressos para a Copa do Mundo de 2014.

“A FIFA anuncia hoje que seu secretário-geral Jérôme Valcke foi retirado de seus deveres efetivos até nova notícia. A FIFA soube de uma série de acusações envolvendo o secretário-geral e pediu uma investigação formal do Comitê de Ética”, disse a entidade em breve nota em seu site.

O jornalista Jamil Chade, responsável pela matéria no jornal O Estado de S. Paulo que denunciou o esquema, contou ao repórter Wanderley Nogueira, da Rádio Jovem Pan, detalhes das práticas ilegais supostamente cometidas por Valcke.

“É uma acusação de empresários que fecharam acordos oficiais com a Fifa e venderam ingressos para a Copa do Mundo, e que mostram e-mails que provam que Valcke fechou o seguinte acordo: os ingressos seriam fornecidos para os principais jogos (jogo do Brasil, final, semifinal) para essas empresas e eles poderiam ser vendidos até 3 vezes o valor no mercado. A Fifa autorizava a venda mais cara”, disse o repórter.

“O mais surpreendente é que Valcke dizia que poderia fornecer esses ingressos e ficaria com 50% do lucro. É um mercado negro dentro da Fifa, feito pelo próprio secretário-geral da Fifa”, completou Jamil Chade.