Fifa rejeita recurso e mantém punição de Suárez por mordida em jogo da Copa

  • Por Jovem Pan
  • 10/07/2014 11h20

Luiz Suárez comemora gol que abriu o placar contra a Inglaterra

AFP Luiz Suárez comemora gol que abriu o placar contra a Inglaterra

O Comitê de Apelação da Fifa rejeitou nesta quinta-feira os recursos apresentados tanto pelo jogador uruguaio Luis Suárez quanto pela federação do país, mantendo assim a punição imposta pela mordida no zagueiro italiano Giorgio Chiellini, em jogo da fase de grupos das Copa do Mundo.

O Comitê Disciplinar da entidade máxima do futebol mundial, em 25 de junho, puniu o atacante com suspensão de nove jogos com a seleção celeste e com o impedimento de exercer por 4 meses atividades relacionadas ao esporte.

Além disso, Luis Suárez foi condenado a pagar multa no valor de 100 mil francos suíços (mais de R$ 80 mil).

A decisão do Comitê de Apelação foi divulgada hoje, depois de quase duas semanas de nova análise do lance, que aconteceu em 24 de junho, quando os uruguaios bateram os italianos por 2 a 1 e avançaram com o segundo lugar do grupo D da Copa.

A decisão ainda não é definitiva e há possibilidade de recurso na Corte Arbitral do Esporte (CAS), por parte do jogador e também da Associação Uruguaia de Futebol, segundo a Fifa, “desde que atenda a determinadas condições”.

O atacante do Liverpool foi considerado “culpado” por ter infringido os artigos 48 e 57 do código disciplinar da Fifa. O primeiro diz respeito à agressão de outro jogador, e o segundo por ter cometido ofensa antidesportiva a um companheiro de profissão.

“A Comissão Disciplinar levou em conta todos os elementos do caso e o grau de culpabilidade de Luis Suárez de acordo com o estipulado no Código Disciplinar”, afirmou o presidente da Comissão Disciplinar, o suíço Claudio Sulser, em comunicado.