Fifa suspende punição ao Barcelona e clube pode voltar a contratar

  • Por EFE
  • 23/04/2014 09h44
Messi fez dois na vitória do Barcelona sobre o Betis

A Comissão de Apelação da Fifa concedeu “efeito suspensivo” à sanção que impede o FC Barcelona de contratar jogadores nas próximas duas janelas de transferência por violarem o regulamento relativo à transferência internacional de jogadores com menos de 18 anos de idade, após o recurso apresentado pelo clube espanhol.

► Concorra ao livro “Libertadores – Paixão que nos une”

A Fifa informou nesta quarta-feira sobre esta medida, tomada pelo presidente da citada comissão, Larry Mussenden. “O Barcelona apresentou um recurso perante ao Comitê de Apelação da Fifa contra a decisão da Comissão Disciplinar, que sancionou o clube por violações relativas à transferência e registro de jogadores com idade inferior a 18 anos. Junto com o recurso, o clube solicitou que fosse concedido um efeito suspensivo”.

Em comunicado no qual não fala de prazos para a resolução definitiva da reivindicação do Barcelona, a Fifa assegurou também que “analisando a situação, o presidente do Comitê de Apelação da Fifa considerou que o recurso interposto pelo clube deve receber o efeito suspensivo. Em vista do exposto, o presidente do Comitê de Apelação da Fifa garante que processo de recurso próprios e adequados terá lugar e, ao mesmo tempo, que todos os direitos do clube será respeitada”.

A Comissão disciplinar da Fifa anunciou no último dia 2 uma sanção à Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) e ao Barcelona de 500 mil e 450 mil francos suíços, respectivamente, por infrações relacionadas com a transferência e a inscrição de jogadores menores de 18 anos em uma investigação realizada entre 2009 e 2013.

A comissão também castigou o clube com a impossibilidade de fazer contratações durante as duas próximas janelas, por isso que o Barcelona não poderia realizar nenhuma contratação até o verão de 2015 (hemisfério norte).

Após receber a confirmação da sanção, o Barcelona apresentou um recurso de apelação perante a Fifa e pediu a suspensão cautelar das medidas para realizar incorporações durante os próximos meses, pedido que foi aceita pela Fifa.

O clube também mostrou sua intenção de levar o caso perante o Tribunal Arbitral do Esporte (CAS) se não prosperar seu recurso na instância de Apelação da Fifa.

A Comissão Disciplinar da Fifa considerou como infração grave a atitude do Barcelona ao infringir o artigo 19 do Regulamento sobre o Estatuto e a Transferência de Jogadores da Fifa (TMS) com dez jogadores menores de idade e cometeu outras violações com relação a outros jogadores, entre elas, algumas relacionadas com o anexo 2 do regulamento.