Figo comemora saída de Blatter da Fifa, mas não confirma se será candidato

  • Por Agência EFE
  • 02/06/2015 17h44
Ex-candidato à presidência da FIFA

O ex-meia Luis Figo, que chegou a ser candidato à presidência da Fifa, mas desistiu dias antes do pleito da última semana, demonstrou toda a sua satisfação com a renúncia do suíço Joseph Blatter, reeleito na última sexta-feira para um quinto mandato, mas não deixou claro se voltará a tentar ser o mandatário da entidade máxima do futebol mundial.

“Um dia bom para a Fifa e para o futebol. A mudança está finalmente chegando. Como disse na minha declaração de sexta-feira: o dia podia tardar, mas chegaria. Ele aí está!”, escreveu Figo em seu perfil no Facebook.

Figo era candidato às eleições da última sexta-feira, mas seis dias antes renunciou alegando que o processo eleitoral demonstrou uma grave falta de transparência democrática.

“Devemos agora, de forma responsável e serena, procurar uma solução consensual em todo o mundo para que comece uma nova era de dinamismo, transparência e democracia na Fifa”, acrescentou o ex-atleta.

Blatter afirmou que deixará o cargo apenas após as novas eleições, que deverão acontecer entre dezembro e março. Figo hoje não falou se será candidato, embora nesta segunda-feira, ainda sem saber da saída do suíço, tenha dito que ainda não havia desistido de ficar à frente da Fifa.

“Estou disponível para contribuir para um futebol mais transparente e democrático, mas depende das oportunidades, do momento e dos apoios”, manifestou então.