Fim de uma era: relembre eliminações brasileiras comandadas por Riquelme

  • Por Jovem Pan
  • 26/01/2015 10h59
Por diferenças com Maradona

Juan Roman Riquelme, um dos maiores nomes do futebol argentino, anunciou sua aposentadoria neste último domingo (26). Além dos muitos e importantes títulos conquistados com a camisa do Boca Juniors, o camisa 10 ficou conhecido por ser o algoz dos clubes brasileiros. O meia comandou algumas eliminações marcantes de grandes times do nosso futebol na Copa Libertadores da América.

Com a camisa do Boca Juniors, Riquelme conquistou uma série de títulos, entre eles três Copa Libertadores (2000, 2001 e 2007). O camisa 10 se tornou o símbolo do temido clube argentino, muito difícil de ser batido dentro de La Bombonera e tido como um o “bicho papão” do torneio.

Boca Juniors x Palmeiras (2000)

Sonhando com o bicampeonato da Copa Libertadores, o Palmeiras de Felipão encontrou o Boca Juniors de Riquelme pelo caminho e se deu mal. Nos dois confrontos, que terminaram empatados, o camisa 10 não marcou. Mas, na disputa de pênaltis, frio como sempre, converteu o seu e confirmou a eliminação palmeirense.

Boca Juniors x Palmeiras (2001)

Um ano depois, as duas equipes se reencontraram e novamente os brasileiros saíram derrotados. Depois de um empate na ida, Riquelme anotou um golaço no Palestra Itália e decretou novo empate. Na disputa de pênaltis, mais uma vez, o camisa 10 balançou as redes e deixou o Palmeiras pelo caminho. 

 

Boca Juniors x Grêmio (2007)

Talvez o maior show de Riquelme diante de um clube brasileiros. Na decisão daquele ano, o camisa 10 devastou a defesa gaúcha do Tricolor comandado por Mano Menezes. Na ida, o meia marcou uma vez na vitória de 3 a 0 dos argentinos. Na segunda partida, o craque argentino fez os dois do duelo e levantou a taça em pleno Olímpico lotado.

Boca Juniors x Cruzeiro (2008)

Comandado por Adilson Batista, o time mineiro encontrou os argentinos logo nas oitavas de final. Pior para os Celestes, que foram derrotados nas duas partidas. Em La Bombonera, Riquelme deixou o seu e abriu caminho para a classificação dos xeneizes.

Boca Juniors x Corinthians (2013)

Depois de serem derrotados pelo Timão na final de 2012, os argentinos se vingaram logo na edição seguinte. Em 2013, em duelo válido pelas oitavas de final, os hermanos venceram a primeira por 1 a 0. Na segunda partida, Riquelme não se intimidou com o Pacaembu lotado, anotou um golaço e foi decisivo no empate em 1 a 1, que frustrou o sonho do bicampeonato alvinegro.