Final da Copa América terá prorrogação em caso de empate no tempo normal

  • Por Agência EFE
  • 01/07/2015 14h48
Se Chile e Argentina empatarem no tempo normal

O regulamento da Copa América prevê a disputa de prorrogação na final se houver empate no tempo normal, mas não em caso de igualdade no placar na decisão do terceiro lugar, que teria a série de cobranças de pênalti diretamente.

Chile e Argentina disputarão no sábado a final da Copa América no Estádio Nacional de Santiago, um dia depois de Peru e Paraguai decidirem a terceira posição no estádio Esther Roa, em Concepción.

Caso na final o empate persista na prorrogação, o dono do título será conhecido após decisão por pênaltis.

A atual edição da Copa América já teve duas classificações definidas em cobranças de pênalti, ambas nas quartas de final. Na primeira, a Argentina superou a Colômbia após um empate sem gols, e na segunda o Brasil foi eliminado pelo Paraguai, com quem havia empatado em 1 a 1.