Fisiculturismo é aprovado como modalidade dos Jogos Pan-Americanos

  • Por Estadão Conteúdo
  • 18/11/2016 14h42

Fisiculturismo fará parte do programa do Pan de Lima 2019

Fisiculturismo fará parte do programa do Pan de Lima 2019

Se ainda fosse atleta, Arnold Schwarzenegger poderia brigar por uma medalha nos Jogos Pan-Americanos de Lima, em 2019. Isso porque a modalidade da qual ele foi sete vezes campeão mundial, o fisiculturismo, foi aceita para estar na próxima edição do Pan, no Peru, valendo medalha.

O fisiculturismo, também conhecido como culturismo, premia o atleta que melhor molda seu corpo. Juízes avaliam volume, simetria, proporção e definição dos músculos. O curioso é que a modalidade é conhecida pelo intenso uso de esteroides anabolizantes, o que é vetado em eventos como o Pan, que adota o Código Mundial Antidoping.

A inclusão do fisiculturismo foi definida durante reunião da Organização Desportiva Pan-Americana (ODEPA) em Doha, no Catar. Os dirigentes dos 42 comitê olímpicos nacionais das Américas estavam lá para o evento da ANOC, a associação que reúne os comitês do mundo todo.

Assim, serão disputadas 39 modalidades no Pan de Lima, com a manutenção de outras cinco que não fazem parte dos Jogos Olímpicos: pelota basca, boliche, raquetebol, patinação (velocidade e artística) e esqui aquático. 

Além disso, caratê, e beisebol/softbol, que já eram modalidades pan-americanas, seguem no programa, agora com o rótulo de também serem olímpicas. Skate e surfe também entram no Pan, uma vez que estarão em Tóquio-2020, serão estreantes.

Quem fica de fora é a escalada esportiva, que não cumpre um requisito básico dos Jogos Pan-Americanos, que é ter federação reconhecida em pelo menos 21 países do continente.