Fla começa nova campanha na Libertadores querendo apagar vexames passados

  • Por Agencia EFE
  • 11/02/2014 16h44

Cidade do México, 11 fev (EFE).- O Flamengo iniciará nesta quarta-feira sua 12ª participação em Taça Libertadores jogando fora de casa contra o León, atual campeão mexicano, e querendo apagar os maus resultados – e até alguns vexames – recentes na competição.

O rubro-negro seguirá comandado por Jayme de Almeida, que assumiu a equipe em setembro do ano passado e de forma avassaladora conquistou o título da Copa do Brasil, se garantindo no torneio continental. Um dos grandes destaques da campanha, o volante Elias, que retornou ao Sporting, de Portugal, é uma das baixas.

Por outro lado, o clube foi buscar o lateral direito Léo, ex-Atlético Paranaense, o zagueiro Frickson Erazo, ex-Barcelona de Guayaquil, o volante Feijão, ex-Bahia, os meias Elano, ex-Grêmio, e Lucas Mugni, ex-Colón, e o atacante Alecsandro, ex-Atlético Mineiro.

Os reforços se juntam a um elenco que quer apagar os últimos resultados na Libertadores. Dois anos atrás, o Flamengo sequer passou da fase de grupos, sendo eliminado depois do término de seu último jogo, quando o Emelec fez um gol sobre o Olimpia, no Paraguai, provocando a eliminação do clube.

Em 2002, o rubro-negro viveu sua pior campanha na competição, ficando com o último lugar na chave que tinha novamente o Olimpia, Universidad Católica e Once Caldas. Seis anos depois a queda aconteceu nas oitavas de final, com os históricos 3 a 0 sofridos diante do América, do México, em pleno Maracanã.

Mesmo quem acaba de chegar no clube, como Alecsandro, que venceu o torneio duas vezes, com as camisas de Internacional e Atlético Mineiro, sabe que o peso de fazer uma boa campanha é grande, e por isso, conta com a força como mandante para ir longe.

“É nossa principal prioridade neste momento e, na Libertadores, temos que buscar pontos fora de casa e vencer no Maracanã”, disse o atacante, de acordo com declarações publicadas no site do Fla.

Para enfrentar o León no México, além de superar quase 20 horas de viagem, o clube carioca pouco treinou, com isso, e considerando também que Jayme de Almeida pouco utilizou o elenco principal no Campeonato Carioca, há certo mistério com relação a escalação para o jogo.

Principal dúvida, Alecsandro, que não enfrentou o Fluminense no sábado devido uma lesão no pé, está plenamente recuperado e foi relacionado. Na armação, Lucas Mugni pode ganhar a vaga do contestado Carlos Eduardo.

O León, que quebrou jejum de 16 anos sem títulos nacionais, conquistou o Torneio Apertura no fim do ano passado sob comando do técnico uruguaio Gustavo Matosas, que como jogador defendeu São Paulo, Goiás e Atlético Paranaense.

Os grandes nomes do elenco da equipe mexicana são o zagueiro, e por vezes volante Rafa Márquez, e os atacantes Matías Britos e Mauro Boselli.

O ex-defensor do Barcelona era uma das grandes dúvidas de Matosas para o jogo, devido uma lesão muscular. O mexicano, no entanto, passou nos testes físicos e está liberado para enfrentar o Flamengo nesta quarta-feira.

None

Prováveis escalações:.

León: Yarbrough; Vázquez, Magallón, Rafael Márquez e Edwin Hernández; Montes, Loboa, Elías Hernández e Peña; Boselli e Britos. Técnico: Gustavo Matosas.

Flamengo: Felipe; Léo Moura, Wallace, Erazo e André Santos; Amaral, Muralha, Elano, Mugni (ou Carlos Eduardo) e Paulinho; Hernane. Técnico: Jayme de Almeida.

Árbitro: José Buitrago (Colômbia), auxiliado pelos compatriotas Wilmar Navarro e Rafael Rivas.

Estádio: Camp Nou, em León (México). EFE