Fora do SPFC, Milton Cruz é homenageado por Ceni, Muricy, Zico, Kaká e Osório

  • Por Jovem Pan
  • 09/04/2016 13h01
Milton Cruz participou do Mundo da Bola ao lado do ex-preparador físico do São Paulo Altair Ramos

Demitido do São Paulo depois de 22 anos servindo ao clube do Morumbi, Milton Cruz ainda não sabe qual rumo tomará sua carreira, mas, se depender de seus amigos ilustres, terá muito a fazer enquanto segue desempregado.

Convidado especial do programa No Mundo da Bola, da Rádio Jovem Pan, neste sábado (9), o ex-auxiliar do São Paulo foi homenageado por grandes figuras do futebol brasileiro e mundial, como os ex-colegas de trabalho como Muricy Ramalho, Juan Carlos Osorio, ex-companheiros dos tempos e jogador como o Marcelo Oliveira, e craques como Zico e Kaká, além do ídolo tricolor Rogério Ceni.

Triste por deixar o em que trabalhou por mais de duas décadas como jogador e auxiliar, Milton não escondeu a satisfação de ter feito grandes amigos não só no São Paulo, mas no futebol.

“Fui criado no São Paulo, morei no Morumbi, o São Paulo me projetou para o mundo. Devo tudo ao São Paulo. Em 30 segundos o presidente me chamou, me elogiou e falou que por corte de despesas eu estava dispensado. Fiquei um pouco triste pelo modo que aconteceu, mas o futebol é assim e a vida segue”, disse Milton.

Responsável por dar a primeira oportunidade a Milton Cruz na comissão técnica do São Paulo, 22 anos atrás, Muricy Ramalho valorizou o trabalho de seu ex-auxiliar, e festejou a amizade com o ex-atacante.

“Sou suspeito para falar do Milton. Estamos há muitos anos juntos. Tive a felicidade de convidar ele para fazer parte do futebol. Na época eu era auxiliar do Telê. Ele ficou doente, eu tive que assumir, já conhecia o Milton, tínhamos a amizade então fiz o convite”, disse o treinador, hoje no Flamengo.

“Ele deveria fazer o que vem no coração. Ele está preparado para tudo, ficou muitos anos no São Paulo que é uma escola muito boa. Ele está pronto para ser técnico, continuar como auxiliar, supervisor, coordenador técnico. Ele tem capacidade para tudo isso”, destacou Muricy.

Presente nos mais de 20 anos de Milton Cruz no São Paulo, o ídolo tricolor Rogério Ceni surpreendeu o amigo ao também participar das homenagens. Ao vivo no programa, o Mito celebrou o trabalho de Milton e rasgou elogios do amigo.

“Eu lamento muito a saída do Milton, convivemos durante muitos anos e sei o quanto ele é apaixonado pelo São Paulo. Se dedicou muito ao clube, teve influência grande na montagem de times campeões. Ele tem uma colaboração muito grande nos títulos nos últimos 15 anos. Nada é para sempre e também temos que respeitar as pessoas que comandam. Mas sempre falei para o Milton: ele tem um mercado muito grande, é um cara muito correto. O São Paulo perde um grande profissional e que deixou a vida dentro do clube”, homenageou o ex-goleiro são-paulino.

Companheiro de Milton no futebol japonês, Zico foi mais um amigo que homenageou o ex-atacante. O Galinho lamentou as injustiças no meio do futebol e desejou sorte a Milton.

“O nome do Milton está marcado na história do São Paulo. A gente lamenta por essas coisas todas que acontecem no futebol, passei o mesmo no Flamengo. Ventilaram o Milton aqui no Flamengo e eu torci para que desse certo. Quando se tem história e ama o clube, as vezes chega ao ponto de se revoltar com essas injustiças, mas isso temos que tirar como lição. As pessoas do bem sempre vencem e isso vai acontecer com o Milton também”, disse o eterno camisa 10 flamenguista.

Outro parceiro de Milton, este nos tempos de jogador do Nacional do Uruguai, o treinador Marcelo Oliveira foi mais um dos amigos que saudou o ex-funcionário do São Paulo e elogiou os conhecimentos de Milton.

“Um profissional muito competente, correto, presta grandes serviços ao futebol. Situações como a que aconteceu com ele, que sempre contribuiu, aparentemente pode ter um impacto inicial ruim, mas pode ser também uma grande porta que se abre para seguir a carreira e fazer muito sucesso. O Milton é um conhecedor do futebol”, declarou o ex-treinador do Palmeiras.

Ex-treinador do São Paulo, o colombiano Juan Carlos Osorio também não perdeu a oportunidade de abraçar Milton Cruz. Agradecido pelo carinho de seu ex-auxiliar quando trabalhou no São Paulo em 2015, Osorio elogiou o amigo e reforçou o convite para que o colega integre sua comissão técnica na seleção mexicana.

“Sou muito agradecido ao Milton, pelo apoio no são Paulo. Foi uma experiência extraordinária no futebol e na vida. Milton é um grande profissional, conhece o futebol brasileiro muito bem. Valorizo muito a opinião de ex-jogadores e Milton tem opiniões muito valiosas. Milton sabe que tem as portas abertas aqui no México e queremos o melhor para ele no futuro”, afirmou o colombiano.

“Criado” por Milton Cruz no São Paulo, Kaká também participou da homenagem. O meia do Orlando City gravou mensagem para o profissional e parabenizou Milton pela história no clube do Morumbi.

“O Milton me ajudou muito em todas as etapas da minha vida. Me viu crescer, até chegar ao profissional onde trabalharmos juntos nas minhas duas passagens no são Paulo. Sempre tivemos bom contato, boa relação. Então agradeço ao Milton por tudo que fez por mim, pela ajuda, pela paciência em me ensinar. Parabéns pelo que fez no São Paulo nesses anos!”, festejou Kaká.