Formiga anuncia que vai se aposentar após torneio de fim de ano com a Seleção

  • Por Estadão Conteúdo
  • 25/10/2016 20h05
Rafael Ribeiro/ CBFFormiga é um dos grandes nomes da história da Seleção Brasileira Feminina de Futebol

Com seis edições dos Jogos Olímpicos no currículo, a jogadora com mais atuações pela Seleção Brasileira feminina de futebol vai se aposentar no fim do ano. Em evento de apresentação da chamada Copa Internacional, em Manaus, Amazonas, a volante Formiga anunciou nesta terça-feira que este será seu último torneio.

“Estou muito feliz de poder encerrar a minha carreira aqui em Manaus. Quero me despedir com chave de ouro e fico contente por esta recepção que Manaus sempre proporciona ao futebol feminino. Quero ajudar a conquistar este título do Torneio aqui. Eu estava ensaiando algum tempo essa despedida, não quis perder a oportunidade de participar de uma Olimpíada no meu país, e agora chegou a hora”, destacou Formiga.

A volante, de 38 anos, aproveitou para apontar sua sucessora na Seleção: Andressinha, de apenas 21. “Acredito que a Andressinha poderá se destacar. Ela é nova, tem personalidade, é mais técnica e tenho certeza que ela vai saber comandar”.

O torneio, já tradicional no fim do ano, vai reunir as seleções de Brasil, Itália, Costa Rica e Rússia. Serão três rodadas duplas na Arena da Amazônia, nos dias 7, 11 e 14 de dezembro, com a final e a decisão do terceiro lugar marcadas para o dia 18.

O técnico Vadão não confirmou a presença de Marta, mas indicou que quer força máxima. “Esse torneio é muito importante. A gente deve uma satisfação para Manaus, pois nas Olimpíadas poupamos algumas (jogadoras) aqui e agora tentaremos trazer as nossas melhores atletas.” Os ingressos têm valor de face de R$ 60, mas todos podem pagar meia (R$ 30). Basta apresentar 1kg de alimento perecível. 

Entre 2009 e 2012, o Torneio Internacional foi realizado em São Paulo. Depois, passou por Brasília em 2013 e 2014 e por Natal no ano passado. Assim como a Arena da Amazônia, a Arena Pantanal e a Arena das Dunas são tratadas como “elefantes brancos” da Copa de 2014.