Funcionários de equipes da Fórmula 1 são colocados em isolamento

  • Por Jovem Pan
  • 11/03/2020 18h11 - Atualizado em 18/03/2020 19h24
EFEEstação de higienização das mãos na área do GP da Australia

Três mecânicos da Fórmula 1 foram colocados em isolamento em Melbourne, na Austrália, após apresentarem sintomas compatíveis com os do coronavírus. Os homens, que trabalham para a Haas e para a McLaren, aguardam os resultados dos testes.

Os casos colocaram a modalidade em alerta para a realização do GP da Austrália, primeiro da temporada 2020. As equipes estão tomando medidas preventivas, e um plano de contingência foi implementado para lidar com os primeiros casos. A tradicional sessão de autógrafos com os pilotos já foi cancelada.

Em nota, a McLaren confirmou a informação.”Podemos confirmar que um membro da equipe se isolou no hotel por precaução, de acordo com nossa política, depois de mostrar sintomas semelhantes ao coronavírus. Estamos aguardando os resultados dos testes e mas ainda não temos um prazo definitivo. A equipe está operando conforme o cronograma normal”.

No início da semana, a organização da F-1 veio a público para informar que já traçou um plano de ação para enfrentar a doença.

Abaixo assinado

Segundo o jornal britânico The Sun, os pilotos enviaram um e-mail em conjunto expressando suas preocupações para os responsáveis pela prova.

No site Change.org, um abaixo assinado foi criado pelos habitantes de Melbourne pedindo o cancelamento. Intitulado “Proíbam o Grande Grêmio em Melbour – não traga o coronavírus para Melbourne!”, ele já conta com mais de 10 mil assinaturas.

Os habitantes da cidade mostraram sua insatisfação também nos céus de Melbourne. Um avião escreveu ‘Stop F1’ como forma de protesto. Não se sabe quem foi o responsável.