Advogado de Najila diz que 2° inquérito contra Neymar deve ser arquivado: ‘Se fosse humilde, já estava preso’

  • Por João Vitor Rocha
  • 05/08/2019 13h44
Reprodução

O advogado de Najila Trindade, Cosme Araújo, concedeu entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã – 2ª edição, da Jovem Pan, nesta segunda-feira (5), e condenou o andamento das investigações pela acusação de estupro e agressão por parte de Neymar contra a modelo. Para o advogado, se o jogador fosse “uma pessoa humilde, já estava presa”.

O advogado de Najila revelou que já recebeu informações “extra-oficiais” de que o inquérito que corre na Justiça do Rio de Janeiro para apurar a divulgação de fotos íntimas da modelo por Neymar também deve acabar em “pizza”. As imagens foram postadas pelo jogador em seu Instagram no vídeo em que ele usa para se defender das acusações de estupro e agressão.

“Vocês sabiam que possivelmente já estão pedindo também o arquivamento. Já houve também, possivelmente, o não indiciamento no inquérito que Neymar chega na televisão e diz ‘eu vou postar, vou fazer acontecer’, já está dando em pizza no Rio. É a informação que eu tive extra-oficialmente”, revelou Cosme Araújo.

Segundo o Código Penal Brasileiro, é crime previsto no artigo 218-C “oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, vender ou expor à venda, distribuir, publicar ou divulgar, por qualquer meio — inclusive por meio de comunicação de massa ou sistema de informática ou telemática —, fotografia, vídeo ou outro registro audiovisual que contenha cena de estupro ou de estupro de vulnerável ou que faça apologia ou induza a sua prática, ou, sem o consentimento da vítima, cena de sexo, nudez ou pornografia”. A pena é de um a cinco anos de prisão.

Divulgação do laudo 

O Fantástico trouxe em sua edição de domingo (4) uma matéria em que teve acesso as 17 páginas do relatório da delegada Juliana Lopes em que ela decidi não indiciar Neymar no inquérito que investiga as acusações de estupro e agressão. O advogado de Najila Trindade considera que sua cliente está sendo desqualificada pela mídia e o jogador se aproveitando de sua força midiática.

“Substancialmente (midiática). Até porque da maneira que estão colocando estão valorizando ele todos os dias. Cada matéria dessa que sai desclassificando a pessoa que teve a coragem de denunciá-lo e nunca pediu um real a ele e estão jogando ai que agora ela tentou extorquir ou extorquiu, isso é um absurdo. Até agora não veio nenhuma acusação que ela tentou extorquir ninguém. Existe sim a conversa de um ex-advogado que foi na casa de parentes do jogador. Mas ela nunca foi na casa do jogador, nunca ligou para o jogador, única coisa que ela pediu foi um presente pro filho que ele nem deu. Muito pelo contrário. Foi pra mídia alegar isso e colocou a criança numa situação que quase não está com condições de ir pro colégio, sofre bullying das outras crianças. Se fosse uma pessoa humilde, uma pessoa simples, já estava presa há muito tempo. Com muito menos acusações as pessoas já estão presas há um montão de tempo”, afirmou Cosme Araújo.

A matéria do Fantástico informou que o exame feito pela legista não apontou nenhuma lesão no corpo de Najila. Já o IML, em análise das imagens e do laudo feito por um médico particular, não descartou a possibilidade de “autolesão”. Cosme Araújo não contestou o laudo, mas tratou o espancamento como “incontestável”

“Eu não fui pego de surpresa porque em nenhum momento, e isso que é controverso, Najila disse na delegacia que sofreu lesões nas partes íntimas, salvo nas nádegas. Em nenhum momento ela disse que na vagina dela tinha sofrido qualquer machucão. Então não poderia dar nada evidentemente”, afirmou.

“O laudo em relação de que não tinha estupro eu não contexto porque ela nunca disse que tinha ficado vestígios. E para se caracterizar um eventual crime de estupro não é preciso deixar vestígio. Está sendo dito de maneira distorcida que as fotos do espancamento nela podem não corresponder a verdade e pode ter sido até uma autolesão. Eu acho isso um absurdo. Por que isso só agora? O próprio médico que atendeu ela, mesmo sendo um médico particular, atestou que as lesões eram verídicas. Tirou fotografias. Agora joga na mídia que as imagens das fotos não estão perfeitas, pode ser, pode não ser. Esse tipo de coisa contra uma mulher é uma inversão de valores. A mulher agora deixou de ser tratada como vítima ao registrar um BO para ser tratada como uma falsa acusadora. Eu não estou aqui afirmando que houve estupro, agora, o espancamento, é incontestável. O estupro deve-se continuar apurando. Eu estou vendo que está acontecendo uma distorção proposital, ou articulação profissional para descaracterizar e desqualificar a Najila”, concluiu Cosme.

O advogado da modelo afirmou que irá pedir novamente acareação ente Najila e Neymar. Cosme acusa ter havido “cerceamento” na delegacia de proteção a mulher e diz que vai arguir “cerceamento de defesa”, caso não seja acatado dessa vez.

“Mais do que nunca, porque agora ela está como acusada. Ai eu vou requerer e a delegada que vai apurar esse pseudo-delito atribuído a Najila terá que acatar meu pedido porque se não eu vou arguir cerceamento de defesa. Como já houve o cerceamento na acusação na delegacia de proteção a mulher. O que estamos a vislumbrar é que estão invertendo os valores. Vou dizer uma coisa que vocês não sabiam e é muito grave no meu sentir. A Najila quando foi prestar depoimento, quando foi registrar o BO, ela chegou por volta das 14h na delegacia e saiu às 2h da manhã, sendo que naquele momento a delegada estava convencida de que ela foi evidentemente estuprada e que deveria haver apuração. Ela disse e reconheceu que havia o espancamento. Porque se isso vira moda, uma pessoa entre quatro paredes espanca uma mulher e depois diz  que ela pediu para ser espancada e prevalece a palavra do homem, isso é um escárnio”